Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

... nasce do desejo inconstante de partilhar um pouco de mim e do que sou numa espécie de diário. Resumo-me em: Maria, 32 anos, signo gémeos, amante de livros, sonhadora, romântica, dramática q.b., viciada em chocolates.

Um Mar de Pensamentos

... nasce do desejo inconstante de partilhar um pouco de mim e do que sou numa espécie de diário. Resumo-me em: Maria, 32 anos, signo gémeos, amante de livros, sonhadora, romântica, dramática q.b., viciada em chocolates.

Uma quinta-feira em imagens.

 

Manhã passada junto ao mar,

hfleqjfleq.jpeg

* (a minha sombra, as minhas pegadas e a de uma gaivota... numa praia só para mim)

 

Levantar o vestido no correio,

ghkjç.jpeg

 

* (quando publiquei este post, não sabia que o vestido já estava quase quase a chegar às minhas mãos... apesar de estranho, parece que adivinhei que não faltava muito)

** (reconheço que a imagem não é muito clara; era já noite quando tirei a fotografia e a sala não têm muita iluminação)

 

Mousse de chocolate feita pela mana mais nova à hora do jantar,

yfhgbki.jpeg

 * (gosto de mousse com bolacha. mil bocadinhos de bolacha)

Sei que me vou desgraçar quando,

finalmente consigo activar a conta do paypal e,

 

1) dou com a minha irmã mandar-me entrar em diversas páginas de roupa e a única coisa que ambas dizemos é, Oh, tão giro, eu quero!!! É pena é eu não termos dinheiro... - suspirando como se o mundo fosse acabar amanhã...

 2) ...e termino o dia a sonhar que compro diversos livros, bijutaria e artigos de decoração no ebay Espanha e na amazon.

 

Se não estou a caminho da desgraça, ando lá perto... perigosamente perto.

A felicidade é uma estante.

Os meus livros, até ontem, não tinham um local próprio para viverem, ou seja, uma estante onde fossem expostos. Ou melhor, até existia uma estante que foi colocada, à uns três anos, no quarto da minha irmã. A velhinha estante, é agora suporte de livros e material escolar de uma estudante de artes. Um erro caro. Na época, estudava fora e os meus pais só deram conta do erro em colocar a velhinha estante no quarto da minha irmã quando, em dois caixotes, trouxe os livros que tinha... nem eles tinham consciência, nem eu. Portanto, desde o meu regresso a casa e até ontem os meus livros ocupam um cesto que, outrora fora suporte para um cabaz e o à muito desligado radiador - quando nos faltam suportes, jogamos com o meio. Até ontem, o panorama dos meus livros era desolador, amontoados uns nos outros... mas, tudo mudou quando o meu pai e o carpinteiro chegaram com a nova estante. Forte, de prateleiras fundas e compridas, foram poucos os livros para uma estante como esta. Os meus livros ganharam nova morada e a estante parece colorir o espaço que agora ocupa... a felicidade é uma estante, o momento mais feliz do dia.

Eis um bocadinho de mim...

Sobre o gravíssimo fanatismo...

O meu irmão apareceu, à uns dias, na Sporting TV. Um bocadinho de nada, numa casa de adeptos, uma coisa minúscula que nem se notava. Quase teve um enfarte. Quase desmaiou. Quase tudo... Era tal o entusiasmo que quase chorava. O meu irmão, um homem quase feito, teimoso que nem uma mula, quase chorava por aparecer no Sporting TV. O grau de fanatismo do meu irmão é este. Grave, muito grave, certo?

O meu irmão é o mesmo que, com uns 15 anos, ainda não sabia se queria ser portista, benfiquista ou sportinguista... sim, ele passou de troca-clubes, vira-casacas ou o que lhe queiram chamar para um fanático louco pelo Sporting. 

É, nestes momentos, que acredito piamente que o rapaz foi trocado na maternidade, adoptado ou um extraterrestre enviando para testar alguma coisa...