Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

... nasce do desejo inconstante de partilhar um pouco de mim e do que sou numa espécie de diário. Resumo-me em: Maria, 32 anos, signo gémeos, amante de livros, sonhadora, romântica, dramática q.b., viciada em chocolates.

Um Mar de Pensamentos

... nasce do desejo inconstante de partilhar um pouco de mim e do que sou numa espécie de diário. Resumo-me em: Maria, 32 anos, signo gémeos, amante de livros, sonhadora, romântica, dramática q.b., viciada em chocolates.

1/52S | Coisas que me fazem ficar feliz...

rekhkrhlrw.jpg

 

Primeira semana, primeira questão, primeiro top.... iniciar o ano de dois mil e dezasseis a descobrir o que me faz ficar feliz.

 

   | Livros |

  Impensável seria, enquanto apaixonada por livros, não os incluir no que me deixa feliz. Livros novos ou velhos, de folhas brancas ou amarelas, com capas discretas ou coloridas e vistosas, a minha felicidade passa pelos livros, pelo prazer de ler, de viajar e conhecer mil personagens, de perder longas horas mergulhada na leitura. 

 

   | Sorrir |

   O sorriso de uma criança ou a gargalhada genuína, pequenos gestos de simplicidade e delicadeza, que me fazem ficar e sentir feliz. Gosto de um sorriso arrancado ao rosto de uma criança, de um sorriso tímido após um elogio ou de um sorriso de uma memória querida guardada na alma, da gargalhada sincera que nasce lá no fundo. 

 

   | Mar |

   Perder-me, sentada no areal, na complexidade dos minutos que se transformam em horas, contemplar o mar e o som da sua melodia é algo que me deixa feliz. Paz, serenidade, esperança e tranquilidade é um pouco daquilo que sinto junto do mar. Uma curiosidade: o blogue, o nome do blogue, nasceu de uma ideia que me surgiu junto ao mar. 

 

   | Sonhar |

  Sonhadora incurável é como me defino. Amo perder-me no universo dos sonhos, imaginar outras vidas, pessoas que um dia irei conhecer, pedaços de mim misturados com fantasia. Adormeço a sonhar, acordo a sonhar. Ser capaz de sonhar, não perder esta espécie de poder, deixa-me feliz porque é uma forma de manter a esperança no amanhã. 

 

   | Música |

   Simplesmente adoro música... e não passo um dia sem escutar um pouco de música. É, tal como os livros, daquelas coisas que necessito diariamente. Uma hora de leitura, uma hora de música. O meu gosto musical pode não ser o melhor, mas é aquele que me faz feliz e, no final de contas, o mais importante é aquilo que me faz feliz.

Guia Astrológico Para Corações Partidos de Silvia Zucca.

passatempos - guia.jpg

 Guia Astrológico Para Corações Partidos despertou a minha curiosidade pelo título, depois de o ter visto numa livraria, tornando-se a minha companhia de ano novo. Quem julga que irá encontrar um guia específico sobre astrologia, compatibilidades amorosas e de signo ou estratégias para ultrapassar os desígnios dos astros, o melhor será escolher outro livro. 

 

Alice, trinta anos, um emprego instável e em risco de o perder, nunca acreditou nos signos. Solteira, não por opção, a busca por um amor que a complete afigura-se, à sonhadora e dramática personagem principal, uma aventura complexa de encontros e desencontros. Balança de signo, o destino da jovem cruza-se com o excêntrico Tio, que a introduz no universo da astrologia.

 

Tio incentiva-a a sair e envolver-se com um homem cujo mapa astral seja compatível com o de Alice, na esperança de que tal evite novos desgostos amorosos e a encaminhe na busca da sua metade perfeita. Inicialmente, Alice mostra-se céptica. Porém, um novo desgosto e o medo da solidão leva-a a seguir as ideias peculiares de Tio.

 

É, deste modo, que Silvia Zucca nos dá a conhecer os signos da astrologia e as características mais evidentes de cada um, assim como os diversos géneros de homens, qualidades e defeitos. Inevitavelmente, associamos as personagens masculinas do livro a algum ex-namorado, amigo ou conhecido da vida real. 

 

Por outro lado, o livro fenómeno de Silvia Zucca não se limita a falar de amor, homens e signos. É mais do que um romance no feminino, abordando temas contemporâneos que afecta homens e mulheres, como a solidão, a amizade, a família e o trabalho. 

  

A capa é, a meu ver, brilhante e em tudo condiz com o livro e a temática. 

  

É fácil deixar-se envolver por Guia Astrológico Para Corações Partidos: Alice conquistará qualquer leitor/a, pelos momentos cómicos onde, em algumas passagens, facilmente nos rememos; bem como pela escrita envolvente da escritora. Um romance cómico marcado pela diferença, capaz de cativar os amantes da astrologia ou os leitores mais exigentes. A lição de Guia Astrológico Para Corações Partidos de Silvia Zucca é sublime, mostrando-nos que não devemos jamais desistir dos nossos sonhos... mesmo que o universo pareça conspirar contra nós. 

 

É, resumidamente, uma leitura que recomendo (e certamente não se arrependeram)!

 

___

 

Título Original: Guida Astrologico Per Cuori Infranti, 2015

Autor: Silvia Zucca, Itália

Tradução: António Fournier

ISBN: 9789896650162

Páginas: 560

Editora: Suma de Letras, 2015 

Sinopse: Com 30 anos, solteira (não por escolha) e com um emprego que oferece poucas perspectivas, Alice encontra um jovem actor convencido que conhece o secreto para o sucesso: a astrologia. Ainda que céptica, decide tentar e começa a sair com homens de signos do zodíaco compatíveis com o seu. Pouco a pouco, Alice descobre que talvez o verdadeiro amor não esteja sempre escrito nas estrelas… 

Um romance divertido, sexy e cheio de esperança.

Uma Paixão Chamada Livros.

É inevitável: dois mil e dezasseis ficará marcado como o ano dos desafios. É um ano em que deposito esperanças de mudança, mais não seja a nível profissional - abandonar a minha condição de desempregada para assumir uma profissão, seja ela qual for -, e propor-me a quatro desafios será um compromisso de aventura. Três desafios já foram apresentados... falta conhecer o mais recente desafio para onde a minha maluquice me levou.

 

O ano de dois mil e quinze foi marcado por uma espécie de maratona/desafio literário. A maratona consistia em responder a quarenta e cinco perguntas relacionadas com livros, iniciando-se em Maio e concluído no mês do meu aniversário, Junho. Recordam-se? Exactamente esse... Uma maratona/desafio em parceria com a Magda, do blogue StoneArtPortugal, onde o amor aos livros era inegável e visível.

 

Portanto e uma vez relembrados... este ano não será diferente. Sim, é essa a ideia, voltar a realizar a maratona/desafio literário daquele mês de Maio, sofrendo algumas mudanças.

 

A Magda e eu resolvemos retirar, mudar e acrescentar outras questões àquele extenso desafio literário, resultando em quarenta e uma questões sobre livros, intitulado Uma Paixão Chamada Livros. O desafio começa no dia 1 de Fevereiro, decorrerá nos dias úteis, sendo publicado às 15 horas, juntamente com a imagem deste post e deverá responder a uma questão sobre, evidentemente, livros... regras simples por uma paixão incurável.

 

Ah, antes que deixe cair no esquecimento... A realização deste desafio conta, para além da suspeita Magda - e de mim, obviamente -, com a participação da Just SmileNathy, M.J. e de todos aqueles que desejarem aventurar-se e dar a descobrir mais de Uma Paixão Chamada Livros,

 

12463500_10153940431054636_1267139270_n.jpg

 

Dia Um: Top 5 dos livros lidos...

Dia Dois: Livro detestado...

Dia Três: Livro que leste mais vezes...

Dia Quatro: Livro que te desiludiu...

Dia Cinco: Livro mais longo que já leste...

Dia Seis: Livro mais curto que já leste...

Dia Sete: Livro que não conseguiste acabar...

Dia Oito: Livro comovente...

Dia Nove: Livro hilariante...

Dia Dez: Livro perturbante...

Dia Onze: Livro inspirador..

Dia Doze: Livro para o qual escreverias uma sequela...

Dia Treze: Livro em cujo universo habitarias...

Dia Catorze: Livro clássico favorito...

Dia Quinze: Livro que custou a ler...

Dia Dezasseis: Livro que marcou a infância...

Dia Dezassete: Livro mais caro da tua estante...

Dia Dezoito: Livro do qual nunca te irás separar...

Dia Dezanove: Colecção (saga) favorita...

Dia Vinte: Sequela que nunca devia ter sido impressa...

Dia Vinte e Um: Melhor citação (diálogo)...

Dia Vinte e Dois: Melhor citação (descrição)...

Dia Vinte e Três: Considerando que o primeiro livro da tua estante é a letra A, o segundo a letra B e por ai adiante, tira o livro correspondente à primeira letra do teu nome. Depois abre na página correspondente à soma do mês e dia em que nasceste. Qual é o quarto paragafo?

Dia Vinte e Quatro: Top 5 dos escritores favoritos...

Dia Vinte e Cinco: Top 5 das escritoras favoritas...

Dia Vinte e Seis: Género literário favorito...

Dia Vinte e Sete: Personagem literária favorita...

Dia Vinte e Oito: Personagem literária que gostarias de conhecer...

Dia Vinte e Nove: Personagem literária que adoras odiar...

Dia Trinta: Personagem literária que nunca devia ter sido criada...

Dia Trinta e Um: Personagem literária secundária que merecia um livro só dela...

Dia Trinta e Dois: Personagem literária para a qual escreverias um livro...

Dia Trinta e Três: Personagem literária que não quererias encontrar num beco...

Dia Trinta e Quatro: A importância da capa do livro...

Dia Trinta e Cinco: Pior hábito enquanto leitor...

Dia Trinta e Seis: Frases tipicas que escutas enquanto leitor...

Dia Trinta e Sete: Melhor local para ler...

Dia Trinta e Oito: Livros em papel ou formato digital?

Dia Trinta e Nove: Último livro lido...

Dia Quarenta: Próximo livro a ler...

Dia Quarenta e Um: Balanço do desafio.

 

2.

 

Era uma manhã de sábado, no meio de mil e um sentimentos de uma vida, nasce um blogue. O primeiro post é publicado às 13h25, depois de um passeio junto ao mar - recordo-me bem -, os passos seguintes são pequenos e indecisos. O blogue, este blogue, tenho-o dito várias vezes, nasceu num momento de mudança negativa da minha vida, dos medos e receios, num turbilhão de mil sentimentos. Precisava de encontrar um pouco de paz, de conforto, de esperança... escrever e desabafar o que me ia na alma. Escrever sempre teve um efeito calmante e foi numa tempestade de pensamentos que nasceu a M* e Um Mar de Pensamentos

 

Era uma manhã de sábado igual às demais manhãs, cismava nos mesmos pensamentos negativos, precisava de mudar. Sou repetitiva. Já o mencionei mais do que uma vez no passado, mas não me canso de referir que estava longe de imaginar tudo o que de bom escrever me daria. Um espaço onde nascem amizades, onde me sinto acarinhada, onde partilho uma das maiores e mais importantes paixões. Renasci nas palavras, nos gestos de carinho, nas amizade que crescem, nas partilhas de pedaços de vida.

 

Era uma manhã de sábado e hoje, dois anos depois, apesar dos altos e baixos do blogue e da minha vida, permaneço aqui, num espaço que me faz feliz...

 

tumblr_nla8lb2TpD1r1d04qo1_540.png 

 

4 de Janeiro de 2014, 13h25: uma data especial.