Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

... nasce do desejo inconstante de partilhar um pouco de mim e do que sou numa espécie de diário. Resumo-me em: Maria, 32 anos, signo gémeos, amante de livros, sonhadora, romântica, dramática q.b., viciada em chocolates.

Um Mar de Pensamentos

... nasce do desejo inconstante de partilhar um pouco de mim e do que sou numa espécie de diário. Resumo-me em: Maria, 32 anos, signo gémeos, amante de livros, sonhadora, romântica, dramática q.b., viciada em chocolates.

Fotografia,

recentemente encontrei àquela que será, certamente, a minha fotografia mais parva e decidi coloca-lá numa moldura. Mas e porque a fotografia merece, optei por inovar, procurando uma ideia barata e diferente, através do amigo Google.

 

Portanto, o que fazer com um frasco que outrora conteve paté de atum e uma fotografia? Nada mais simples do que transforma-lo num porta-retratos,

 

hkwfh.jpeg

jhcskjcm.jpeg

 

Material

1 fotografia

1 frasco em vidro

 

Simples, rápido e diferente. É daquelas coisas que leva a pensar na questão mas como é que eu não me lembrei disto antes?... e, tão somente basta pesquisar um bocadinho: são inúmeras as ideias giras e práticas que encontramos... inclusive para quem, como eu, é terrível com tarefas manuais (não tenho muito jeito nem paciência)... precisei de pouco menos de cinco minutos e voilá! Ideias que transformam qualquer velho objecto em algo único.

 

E, para finalizar, digam olá à M* dos 4 anos! Não me perguntem que figura era aquela porque, nem eu mesma sei... mas, só prova que, no fundo, tenho uma enorme pancada (e, também não sei que raio de laço, flor ou seja o que for aquilo azul que tenho no cabelo).

Era uma vez,

uma conversa amigável que começou assim,

Captura de ecrã 2014-12-7, às 22.50.31.png

Podem pensar que a conversa se ficou por ali mas, na verdade, manteve-se por mais de uma hora. Confesso: não gosto desta questão. É extremamente vago. Por exemplo, novidade pode ser que comprei um novo livro ou um vestido ou uns sapatos (ou não, sobretudo no caso dos dois últimos), novidade pode ser que fui convocada para o IEFP (tendo em conta que é somente a minha segunda vez) ou que discuti sobre religião ou que fui ver um presépio feito com garrafas. Novidades são tantas coisas... pequenas coisas do dia-a-dia. É como a felicidade. Mas, como sei a que género de novidades se refere esta alma, esta foi a minha resposta... ainda não é novidade que tenho trabalho/estágio, nem tão pouco arranjei namorado ou fui viver sozinha.

Sim, também tenho mau feitio... mas também sou uma gaja porreira,

Captura de ecrã 2014-12-7, às 23.16.24.png

 

Enfim... era uma vez, um post parvo sobre novidades na vida da M* (e, por hoje foi isto que se arranjou... acreditem, podia ser pior).

Sobre a saudade...

Saudades é receber uma mensagem no telemóvel da tua antiga faculdade (para doar sangue) e sentir o coração apertadinho e a lágrima no olho. Saber que o tempo passa e as saudades ficam e se acumulam... e, assim, quase sem dar por isso, passou um ano depois do último adeus. 

 

* (e, até as saudades apertam quando sentimos falta daqueles professores que acreditamos nunca sentir falta)