Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

... nasce do desejo inconstante de partilhar um pouco de mim e do que sou numa espécie de diário. Resumo-me em: Maria, 32 anos, signo gémeos, amante de livros, sonhadora, romântica, dramática q.b., viciada em chocolates.

Um Mar de Pensamentos

... nasce do desejo inconstante de partilhar um pouco de mim e do que sou numa espécie de diário. Resumo-me em: Maria, 32 anos, signo gémeos, amante de livros, sonhadora, romântica, dramática q.b., viciada em chocolates.

Sou só eu...

... que não acho graça nenhuma ao dia das mentiras?

 

 

Existem muitas explicações por detrás do dia das mentiras porém, todas elas remetem para o início do século XVI. Uma das explicações leva-nos para França.

Naquela época, o Ano Novo festejava-se a 25 de Março, data que marcava o princípio da Primavera, prolongando-se as celebrações até dia 1 de Abril. Em 1564, o rei Carlos IX de França, após a adopção do calendário gregoriano, determinou que o ano novo se celebraria a 1 de Janeiro. No entanto, na época como agora, alguns franceses resistiram à mudança, seguindo o calendário anterior. Assim, estes passaram a ser ridicularizados, recebendo convites para festas que não existiam. A estas brincadeiras ficaram conhecidas como plaisanteries. O dia 1 de Abril é conhecido em Itália como 'pesce d' aprile', em França como 'poisson d'avril' e nos países de língua inglesa como 'april fools' day'.

O jornal Expresso de 2011 reuniu algumas das melhores mentiras.

 

(via wikipédia)

Pág. 6/6