Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

É estranho, Vida.


M*

12.01.16

A vida é um caminho estranho. Dou comigo, sem o desejar, a imaginar como seria a minha vida presente se nas pequenas escolhas do dia-a-dia de um passado tivesse optado por outro caminho. Os tais E Se... da vida.

 

Lembro-me, em menina, de desejar nunca crescer. O mundo dos adultos era assustador, chato, aborrecido. Queria permanecer menina. Não me imaginava mulher carregada de responsabilidades. Não tinha presa em crescer. Não queria, nunca quis, ter dezoito anos para tirar a carta de condução e fazer as coisas de adolescentes. 

 

Pergunto-me... e se tivesse desejado crescer como ansiavam os meus amigos de infância? 

 

A vida é um caminho estranho. Imagino-me com dezoito anos. Não passava de uma menina grande, a fingir ser adulta, receando os novos caminhos da vida. Considerava-me decidida. Hoje sei-o... nunca consegui assumir verdadeiramente o controlo da minha vida. Na verdade, desconfio que não conseguimos controlar os estranhos caminhos que seguimos... por mil voltas que tomemos.

 

E se, naquele dia de menina-mulher, me tivesse negado a tirar a carta de condução? E se, naquela candidatura à Universidade tivesse optado por seguir o sonho que, tal como hoje, terminaria no desemprego? E se, em vez de um mestrado, tivesse optado por me aventurar no universo do trabalho? E se, em vez de ti, tivesse optado por me manter na solidão? E se... malditos. E, no entanto, talvez o maior E Se de mim, do meu eu, da minha vida seja aquele que se relaciona com as mudanças bruscas da infância... talvez o presente não fosse este. 

 

É estranho. Confio em que tudo acontece por um motivo forte que, cedo ou tarde, descobriremos as razões. Acredito que à vida e aos caminhos por ela traçados, é impossível fugir, por mais voltas que lhe tomemos, haverá sempre de tomar forma para acontecer. O que tiver de ser, será... dizem. E, no entanto, os malditos Se perseguem-me como se desejassem roubar-me algo.

 

No fundo, Vida, continuo sem entender porque decides fazer-me perder anos no mesmo patamar de nadas... sinto-me como um ser esquecido num qualquer caminho do mundo e era hora de me reencontrares. 

 

tumblr_m7u0ospCKM1rat7r5o1_500.jpg

 

Malditos Se...  

37 | Coisas de blogger... O melhor de 2015.


M*

29.12.15

A Just Smile desafiou-me a responder a um desafio sobre o melhor de dois mil e quinze. O desafio, como o nome indica, consiste e estás são as regras, em: 

   | fazer o top três de cada item;

   | substituir um dos itens iniciais por um outro à escolha, criado por vocês;

   | desafiar três blogues para continuar o desafio.

 

Conhecidas as regras do desafio o melhor de dois mil e quinze é hora de conhecer o meu top três em categorias diversas...

 

2015kkk.jpg

 

   | As 3 melhores músicas de 2015...

Let It Go de James Bay

Tu e Eu de Diogo Piçarra

Ecos de Amor de Jesse & Joy

 

   | As 3 melhores séries de 2015...

Não acompanho, à excepção d' A Guerra dos Tronos, qualquer outra série. O fim do wareztuga ditou a morte às séries... na verdade eu nunca fui dada a séries mas, antes do encerramento daquele site, ia acompanhando uma ou outra série, sendo elas, Duas Raparigas nas Lonas e My Fat Mad Diary. A primeira, Duas Raparigas nas Lonas, fiquei-me pela quarta temporada e desinteressei-me pela série; a segunda felizmente, mesmo após o encerramento do wareztuga, consegui concluir a série. Retomando o tópico, as três melhores séries do ano são:
A Guerra dos Tronos

My Fat Mad Diary

Mentes Criminosas - não acompanho as temporadas mas, sempre que me a apanho no AXN fico colada à série.

 

   | Os 3 melhores filmes de 2015...

Não frequento salas de cinema. A primeira razão prende-se com o facto de a sala de cinema mais próxima ficar a uns trinta quilómetros e, a segunda, com o preço elevado dos bilhetes de cinema. Porém, ainda assim, consegui visualizar algumas estreias e o meu top três de filmes são:

Samba

Ocho Apellidos Catalanes / Namoro à Espanhola

Still Alice / O Meu Nome é Alice

 

   | Os 3 momentos mais altos de 2015...

É um bocadinho triste escrever isto mas, confesso, não me é fácil identificar os três mais altos momentos do meu ano... o meu ano foi bastante normal e deprimente. Mas, num pequeno exercício de memória...

A amizade que prevalece e dura, apesar da distância, colmata com pequenas viagens às amigas e, por fim, conhecer a pequena Joaninha, filha de uma amiga da escola secundária.

O meu irmão, a celebração amor e a luta pelo crescimento.

E... por aqui me fico.

 

   | As 3 maiores mudanças da tua vida em 2015...

Uma das mudanças mais significativas do meu ano foi, com a saída do meu irmão de casa e da zona onde moramos, fui obrigada a conduzir com mais regularidade visto que o tinha a ele. Não gosto de conduzir, no entanto, o facto de ele já não estar tão presente exigiu mais de mim e isso levou-me a mudar a forma como encaro a condução. Por outro lado, a saída do meu irmão de casa alterou um pouco a dinâmica e as relações... O desemprego mantém-se... ou seja, poucas mudanças.

 

   | As 3 concretizações de 2015 que não foram cumpridas...

Actividade física regular.

Trabalhar.

Sair de casa.

 

A Just Smile, nas suas respostas, optou por identificar o top dos três melhores livros do ano. Uma vez que eu já identifiquei o meu top doze de melhores livros de dois mil e quinze e sendo-me difícil reduzir a lista para meramente três, opto por substituir esta categoria por:

 

   | Os 3 acontecimentos (nacionais ou internacionais) que considero mais marcantes de 2015...

A crise dos refugiados na Europa, bem como os atentados.

A adopção de crianças por casais homossexuais em Portugal (e não só... mas, por cá, é um passo gigante).

A mudança na política venezuelana. 

 

Para finalizar o desafio, as três seleccionadas para responderem às questões anteriores são... as últimas três  meninas que comentaram no blogue,

| Helena do blogue Diz Que Helena

| Carolina do blogue Gesto, Olhar e Sorriso 

| Nathy do blogue Desabafos da Nathy.

2016,


M*

22.12.15

... o ano da mudança ou o ano da minha desgraça.

 

Manter-se igual aos anteriores é que me parece impossível...

35 | Coisas de blogger... traveling around the world.


M*

28.10.15

Roubei a tag Travelling Around The World à simpática vizinha JustSmile (e, só para esclarecer, ela deixou... portanto, não é se trata de um roubo). É uma tag simples, cuja temática adoro e, por isso, não consegui evitar responder a ela... vamos falar de viagens?

 

 

   | Abdicavas de um ano que podias gastar em faculdade por viajar durante esse ano?

Sim, adoraria... creio que nem seria necessário pensar duas vezes. Quis, quando frequentava a Universidade, fazer Erasmus, infelizmente as minhas condições familiares e financeiras não o possibilitaram. 

 

   | Qual é o lugar que querias mesmo visitar a todo o custo? 

Venezuela. É o meu país natal, onde nasci e vivi os meus primeiros seis anos de vida. Quero muito conhecer a cidade onde vivi, o parque infantil que constantemente aparece nas minhas fotografias de criança, a escola onde aprendi as primeiras letras. É um sonho que acalento e mantenho a esperança acesa desde o dia em que os meus pais se mudaram para Portugal.

 

   | Se não fosses da tua nacionalidade (seja ela qual for), qual gostavas de ser?

Uma cidadã do mundo, roubando a resposta à JustSmile. Conhecer novos países, culturas e pessoas. Viver em permanente viagem. Uma cidadã do mundo!

 

   | Com quem gostavas de compartilhar uma viagem?

Adoraria realizar uma viagem em família, uma vez que nunca fizemos férias ou viagens juntos. Por outro lado, gostava de reunir alguns amigos e partir à aventura... Mas, um dia, num futuro qualquer, gostava de partilhar uma viagem romântica com alguém especial.

 

   | Quais são os teus essenciais para levar numa viagem?

Máquina fotográfica, mapa (ou GPS), bloco de notas, caneta, folhetos ilustrativos dos locais de destino (para saber o que visitar), calçado (e, roupa, obviamente) confortável e água.

 

   | Qual a tua cidade favorita no mundo inteiro?

Visitei várias cidades e vilas um pouco por este Portugal fora, visitei as cidades espanholas de Vigo, Lloret del Mar, Barcelona, Mérida e, no entanto, a cidade dos meus olhos é e sempre será, Viana do Castelo. É das cidade mais lindas! No entanto, quero muito voltar a visitar as vilas do Marvão, Constância e Luso - pelas quais fiquei encantada -, bem como às cidades espanholas de Vigo e Barcelona.

Das palavras mais tristes que já escrevi...


M*

02.10.15

 Sinto que, aos vinte e sete anos, perdi a capacidade de sonhar. Fecho os olhos. Contemplo o mar. Inspiro o perfume dos campos. Porém, os sonhos que outrora sonhará nestes recantos de mim, que me acompanhavam em viagens e me visitavam sem pedir qualquer licença, à muito que me deixaram. Fui sonhadora... não sei mais o que sou hoje. Limito-me a viver o presente; sem a promessas de mil e um sonhos. Preciso que algo de bom aconteça na minha vida e me devolva a capacidade de sonhar. Uma vida sem sonhos é triste. Quero sonhar novamente. 

 

tumblr_m4ji77UCPy1ro7jdfo1_500.jpg

 

 

Hoje não sonhei...

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D