Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 28 anos*

Um Mar de Pensamentos

Seg | 13.04.15

Quebrando tabus,

M*
preconceitos e medos. Desmitificando as questões do género e da igualdade. Quebrar, desmitificar, lutar, questionar. Afinal, para nós, adultos - pais e mães, irmãos e irmãs - o que importa mais: os valores da sociedade, o olhar alheios e o julgamentos dos desconhecidos ou a felicidade das nossas crianças - filho e filha, irmã e irmão? Cabe, a cada um de nós, conhecer o grau de importância que a sociedade e os outros assumem nas nossas vidas e o grau de felicidade, realização e (...)
Qui | 09.04.15

Restaurantes: crianças, pais e a impaciência.

M*
Recentemente, num restaurante da zona, assisti a uma cena que, para mim, foi no mínimo caricata: um homem para lá dos seus trinta anos grita (e a bem grita) com o empregado, na casa dos vinte, porque o seu almoço ainda não tinha sido servido e a criança de sete anos estava cheia de fome. De facto, o serviço estava atrasado e, nesse aspecto, dou razão ao senhor, embora também saiba que não situação recorrente naquele restaurante, visto que conheço o emprego - obviamente que o (...)
Seg | 27.10.14

O facebook, as relações e o lavar de roupa suja.

M*
Gosto imenso de um bom lavar de roupa suja. Desculpem, sim, gosto muito de um lavar de roupa suja. Apelidem-me do que quiser mas acho graça. Existem dois tipos de lavar de roupa suja no facebook: o das alminhas que comentam noticiais (sobretudo aquelas notícias alegres e bem-dispostas em que, do nada, aparece um brilhante génio a falar do oposto, debitando sobre o estado do país ou do mundo) e o dos casais (pode ser de amigos, namorados, casados, irmãos...). Os primeiros são, de (...)
Sex | 25.07.14

Impossível ficar indiferente a esta dor.

M*
Não quero saber quem começou a guerra. Não me interessa quem são os culpados. Pouco me importa como se acaba com o conflito. Mas ninguém se devia calar perante imagens como esta. Estas crianças choram a morte dos pais. Foram fotografadas por Mohammed Salem da Agencia Reuters e estão hoje nas páginas da Visão. A casa onde viviam foi bombardeada. Acham que vão ser adultos (...)