Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Reciclar, reutilizar, reaproveitar.


M*

19.01.17

Não sou, nem nunca fui, muito dada às artes manuais. Porém, a verdade é que se eu tivesse mais tempo, dinheiro e paciência dedicar-me-ia a reutilizar e reaproveitar materiais e objectos que tenho por casa. Gosto mas não é o meu passatempo favorito.

 

Volta e meia, contudo, a vontade de transformar pequenos objectos do quotidiano apodera-se de mim e é nessas alturas que não volto costas ao chamamento... e eu já andava à algum tempo com vontade de mexer em materiais sem vida ou graça que, cedo ou tarde, acabariam no lixo. 

 

O primeiro objecto que decidi reciclar foi um daqueles frascos de vidro para a cevada. Transformei-o, depois de lhe arrancar o papel, no pote onde guardo os meus marcadores de página. Era, todavia, um pote sem qualquer piada, demasiado simples que decidi dar-lhe um novo colorido. Precisei de cola-quente e flores artificias... e, voilá, um novo frasquinho para os meus marcadores de livros,

 

20170119_104953.jpg

  

O segundo objecto que transformei foi uma moldura que adquiri em Espanha e à qual não tinha dado conta de que estava partida na parte traseira - naquelas coisitas de fechar as molduras e cujo nome não sei. Precisei, para lhe dar uma nova vida, de cartolina com glitter que comprei numa loja de chineses, cola-quente e molas pequenas para decoração...

 

20170119_105206.jpg

 

Confesso, no entanto, que a ideia inicial não era esta mas ficou igualmente castiço.

 

Gastei, no total, cerca de meia hora e menos de um euro - para comprar a cartolina. Reaproveitei pequenas coisitas que andavam perdidas cá por casa (a joaninha e o ursinho) e colori um bocadinho o meu quarto - no caso da moldura-recado, e a estante - no caso do frasco para marcadores de livros.

Fotografia,


M*

09.12.14

recentemente encontrei àquela que será, certamente, a minha fotografia mais parva e decidi coloca-lá numa moldura. Mas e porque a fotografia merece, optei por inovar, procurando uma ideia barata e diferente, através do amigo Google.

 

Portanto, o que fazer com um frasco que outrora conteve paté de atum e uma fotografia? Nada mais simples do que transforma-lo num porta-retratos,

 

hkwfh.jpeg

jhcskjcm.jpeg

 

Material

1 fotografia

1 frasco em vidro

 

Simples, rápido e diferente. É daquelas coisas que leva a pensar na questão mas como é que eu não me lembrei disto antes?... e, tão somente basta pesquisar um bocadinho: são inúmeras as ideias giras e práticas que encontramos... inclusive para quem, como eu, é terrível com tarefas manuais (não tenho muito jeito nem paciência)... precisei de pouco menos de cinco minutos e voilá! Ideias que transformam qualquer velho objecto em algo único.

 

E, para finalizar, digam olá à M* dos 4 anos! Não me perguntem que figura era aquela porque, nem eu mesma sei... mas, só prova que, no fundo, tenho uma enorme pancada (e, também não sei que raio de laço, flor ou seja o que for aquilo azul que tenho no cabelo).

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D