Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

O temporal já fez das suas cá por casa...


M*

18.09.14

...neste momento tenho um balde no centro da sala para recolher as pingas que caiem do tecto, vindas da varanda. 

Apesar das obras que realizamos à dois anos, o problema persiste e eu já estava a achar espantoso que, com tanta chuva, ainda não tivesse começado a chover na sala. O problema é da construção à pressão do prédio e dos péssimos materiais usados. É, aquilo a que apelido, construções grandiosas à moda portuguesa. Como se não bastasse, à anos que o meu pai tenta fechar a varanda, para impedir que chova dentro de casa mas, pela vista privilegiada e porque, ao fechar, o valor arquitectónico do prédio se perderá, nada feito. O condomínio sabe que não somos os únicos com o mesmo problema mas, infelizmente, os únicos cuja a habitação não se destina a férias. 

Curiosamente, um dos responsáveis pela construção do prédio é o meu vizinho... mas, como não lhe chove em casa, não se atormenta com o problema alheio. Típico.

Preciso (urgentemente) de ajuda.


M*

30.07.14

Era uma vez um pé. Esse pé tinha unhas que, embora não perfeitas, eram bonitinhas e minimamente arranjadas. Mas, um dia, o pé bateu em algo e, apesar de ter doido um pouco, jamais imaginaria que uma das unhas se tornaria doente. Ainda assim, aguentou-se com bravura e coragem até ao dia em que, uma bela sandália lhe bateu. A unha doente partiu-se, ficando um bocadinho de si agarrada ao dedinho do pé. Não doe, mas chateia... muito! Dizem que a unha doentinha tem de sair por si só. 

Esta é a história de uma unha que ficou negra e doente. É uma história que aguarda final feliz e que precisa de uma ajudinha... Quem é que já teve o mesmo problema? Uma unha partida agarrada à carne? Arranco, provocando-me dor, ou espero que aquele bocadinho caía por si? 

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D