Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

A minha mãe (da saga: a minha mãe enganou-me).


M*

11.04.15

A minha mãe, numa visita a um espaço de decorações para casa, afirma:

 

   - Quando tiver mais dinheiro, daqui a uns meses, compro-te uma estante destas. Ou duas. Uma para colocar ao lado da outra e a outra para a sala. O que achas?

 

Uba, uba! O que é que eu acho?! Obviamente que, por mim, era para ontem. Por dentro, estou a dançar e a dar piruetas! Fiquei estupefacta de alegria perguntando aos meus irmãos se tinham escutado o mesmo que eu.

estantes-madeira-2.jpg

Mas, porque a minha mãe é senhora dos mas, ainda mal tínhamos entrado no continente vira-se para mim e diz:

 

   - Mas, menina, nem penses que vais comprar mais livros! Lá porque penso comprar uma estante não significa que te vá dar mais livros... Lê os que tens em casa, são muitos.

 

Enganou-me! A minha mãe enganou-me com aquele ar de simpatia, minutos antes, oferecendo estantes. E, assim se engana uma filha... bandida, má, nem um livro baratinho me comprou!

As palavras da minha mãe.


M*

28.10.14

Ir às compras numa grande superfície comercial com mil e um produtos é, para mim, um atentado: rapidamente desapareço para junto dos livros, bijutaria ou decoração de casa. Ontem foi dia de compras e, para não variar, deixei a minha mãe à caça da fruta enquanto me escapuli para junto dos livros. Ao regressar com mais um livro *, a minha mãe em alto e bom som, para qualquer pessoa no supermercado ouvir, diz

 

Mais um livro? Oh filha, tu precisas urgentemente de arranjar um namorado para deixares de ler tantos livros!

 

Escusado será dizer que, naquele momento, um buraco seria excelente e eu rapidamente me refugiava nele... não foi bonito e, para tentar desviar as atenções sobre mim, virei-me para as latas de conserva onde mantive uma conversa interessante e que se resume a rogar pragas à minha mãe. 

Não é de agora que ela diz isto mas é a primeira vez que o faz em local público... eu, em tom de brincadeira, contra-argumento que o meu namorado vive num livro. Das duas uma: ou anda preocupada com o meu futuro pessoal e com medo de não ser avó (dos três filhos, apenas a mais nova namora mas, aos 17 anos, não se esperam filhos) ou anda preocupada  com o estado financeiro das carteiras.

Que culpa tenho eu deste amor que nasceu comigo? 

jlaflk.jpeg

 * ( o meu querido Zafón. fica a faltar-me As Luzes de Setembro para completar a colecção Carlos Ruiz Zafón.) 

Retrato de Família | Livros.


M*

02.05.14

Quão grave pode ser que, numa família de cinco elementos (composta por mãe, pai, duas filhas e um filho) apenas um elemento tenha o bichinho dos livros?

Sim, este é o retrato da minha família. Dos cinco elementos, apenas eu adoro e sinto necessidade em ler. 

Os restantes elementos restringisse aos jornais desportivos (no caso de pai e filho), a revistas sobre novelas e vida dos famosos (no caso da minha mãe - até me arriscaria a dizer livros religiosos mas, algo me diz que nem esses... no máximo, no limite dos máximos, livros sobre sonho) e a livros e manuais escolares (a minha irmã)

Portanto, volta e meia, lá oiço uma das frases que mais odeio:

 

Mas a quem é que tu foste buscar o gosto pelos livros, rapariga? 

Ninguém nesta casa gosta de ler e tu gasta tanto dinheiro em papel...

 

Pois. Portanto, sem exemplos familiares que me cativassem para a leitura, nem eu sei onde arranjei este adorável e inseparável bichinho que tanto prazer me dá. 

Carnaval (continuação).


M*

02.03.14

Já referi que a minha mãe foi festejar o carnaval? Não? Aqui fica o registo: a mãe foi festejar com as amigas, a filha solitária festeja o carnaval a ver filmes e a comer chocolate...

Por agora, é só isto.

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D