Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

As Cinquenta Sombras de Grey ...


M*

12.02.15

... o filme (aparentemente) mais aguardo do ano está quase a rebentar mas as paródias com base nos trailleres já se multiplicaram. Eu, embora não esconda que deseje ver o filme mas não vá a correr a uma sala de cinema para o ver - pelos motivos que aqui expliquei -, seleccionei algumas das minhas paródias preferidas,

 

 

 

 

 

 

 

Não tencionava voltar a falar sobre as Sombras, talvez depois de ver o filme - quando o viesse e se me lembrasse -, mas admito que não resisti a partilhar estas paródias... divertidas e engraçadas. Contem-me tudo! Qual a vossa preferida? 

Para rir ou chorar,


M*

29.01.15

como preferirem...

 

 

Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta. Albert Einstein.

 

 

Não me considero a pessoa mais inteligente ou culta do Mundo. Dou as minhas calinadas, tropeço e também não sei qual é a capital da Geórgia - mas já fui pesquisar. Mas, na dúvida, entre dizer o primeiro disparate que me surja ou responder um simples não sei, opto pelo segundo e vou conhecer. Parece-me mais digno do que dizer disparates como os Açores têm sete ilhas ou Chernobyl deve ser um que inventou o ambiente...

E, ao segundo dia do ano,


M*

02.01.15

caí... C-A-Í. Tal e qual como leram, fiquei de joelhos no chão como que a pedir perdão. Cai porque, esta alminha que vos escreve, em vez de olhar onde metes os pés, estava pateticamente a olhar a fotografia do novo cartão de cidadão... e, diga-se que não me reconheci em tal assustadora imagem. Por isso, esfolei levemente um dos joelhos e não parti o cartão porque o destino não quis ao esquecer o maldito degrau do registo civil.

E, como sou uma miúda com uma certa tendência para as quedas - não que não saiba andar ou tenha problemas de equilíbrio - vou acreditar que isto é uma espécie de sinal positivo do destino ou coisa semelhante... ora, creio que a última vez que cai assim, nos primeiros dias do ano, até que foi uma ano bom... veremos. 

Sobre o gravíssimo fanatismo...


M*

25.09.14

O meu irmão apareceu, à uns dias, na Sporting TV. Um bocadinho de nada, numa casa de adeptos, uma coisa minúscula que nem se notava. Quase teve um enfarte. Quase desmaiou. Quase tudo... Era tal o entusiasmo que quase chorava. O meu irmão, um homem quase feito, teimoso que nem uma mula, quase chorava por aparecer no Sporting TV. O grau de fanatismo do meu irmão é este. Grave, muito grave, certo?

O meu irmão é o mesmo que, com uns 15 anos, ainda não sabia se queria ser portista, benfiquista ou sportinguista... sim, ele passou de troca-clubes, vira-casacas ou o que lhe queiram chamar para um fanático louco pelo Sporting. 

É, nestes momentos, que acredito piamente que o rapaz foi trocado na maternidade, adoptado ou um extraterrestre enviando para testar alguma coisa...  

Coisas que vi no facebook...


M*

08.05.14

... e às quais me perdi de riso:

Nenhuma das duas deixa de ter o seu lado de razão, até porque é uma forma honesta de ganhar a vida mas, sinceramente, não sei de qual das duas a mais engraçada.

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D