Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Dia Vinte e Um. Melhor(es) citação. Descrição (sobre)...


M*

21.05.15

O Segredo de Compostela

Alberto S. Santos

1005053_102006025036_1337456922_n.jpg

 

Sobre a Vida e o Tempo

Entendo melhor as tuas inquietações, quando dizes que és um buscador. A vida é uma contínua busca de algo que nos parece estar sempre à frente e que nunca alcançamos. Somos eternos insatisfeitos.

___

O mundo surpreende-nos em cada esquina do tempo. O que vemos hoje não é igual ao que será amanhã.

 

 

A Sombra do Vento

Carlos Ruiz Zafón

a-sombra-do-vento.jpg

Sobre o Tempo

O tempo ensinou-me a não perder as esperanças, mas a não confiar demais nelas.

___

Acho que nada acontece por acaso, sabes? Que, no fundo, as coisas têm o seu plano secreto, embora nós não o entendamos. (...) Tudo faz parte de qualquer coisa que não conseguimos perceber, mas que nos possui.

 

A Filha da Minha Melhor Amiga

Dorothy Koomson

18338697_HZ78A.jpg

Dos Irmãos

Sorriu porque vocês são meus irmãos e riu porque nada podem fazer para evitá-lo.

 

O Palácio da Meia-Noite

Carlos Ruiz Zafón

pal_cio.jpg

Sobre a Vida e o Tempo

Amadurecer não é mais do que o processo de descobrir que tudo aquilo em que acreditavas quando eras jovem é falso e que, por outro lado, tudo o que recusavas acreditar na tua juventude é o certo.

 

 D. Maria II - Tudo Por Um Reino

Isabel Stilwell

9789896263690.jpg

Sobre a Felicidade No Casamento (e nas relações)

Maria respondeu à minha carta de felicidade. Diz-me o que o tio Leopoldo lhe recomendou como receita para um casamento feliz: não deixar nunca que uma noite passe sobre um mal-entendido ou uma zanga. Por mais insignificante que seja. Garante que é o que tem feito, com ótimos resultados. 

 

Se Eu Ficar

Gayle Forman

image.jpg

Sobre a Morte

Não sei se quando morremos conseguimos recorda-nos de coisas que nos aconteceram quando estávamos vivos. Faz algum sentido que tal não seja possível. Que estar morto seja como era antes de estarmos vivos, ou seja, um enorme nada.

 

Dispara, Eu Já Estou Morto

Julia Navarro

image001-30.jpg 

Sobre as Religiões

Sabes uma coisa, Ahmed? Parece-me absurdo que nós, os homens, lutemos por acreditar que o Deus ao qual rezamos é melhor do que o Deus dos outros.

 

A Bastarda de Istambul

Elif Shafak

3.jpg

Sobre os Benefícios da Leitura

Armanoush tinha a sensação de que sob as constantes objecções da tiazinha Varsenig às suas leituras se encontrava uma preocupação mais estrutural, se não primordial: um instinto de sobrevivência. Simplesmente não queriam que ela brilhasse demasiado, que se destacasse do rebanho. Escritores, poetas, artistas e intelectuais foram os primeiros dentro do millet arménio a serem exterminados pelo antigo governo otomano. Tinham-se livrado primeiro dos "cérebros" e só depois começado a extraditar os restantes - os leigos. Como muitas famílias arménias na diáspora, ali a são e salvo mas nunca totalmente à vontade, os Tchakhmakchian sentiam-se simultaneamente eufóricos e humilhados quando uma das suas crianças lia demasiado, pensava demasiado, desviava-se demasiado da normalidade.

 

E As Montanhas Ecoaram

Khaled Hosseini

Liv01040550_f.jpg 

Sobre os Medos da Vida

É uma coisa engraçada, Markos, mas as pessoas geralmente interpretam isso ao contrário. Pensam que vivem de acordo com aquilo que querem. Mas, na realidade, o que as guia é aquilo de que têm medo. Aquilo que não querem.

___

 

11180265_10153384994744636_836664787_n.jpg

 O desafio literário foi-me sugerido pela Magda. A ideia é, durante quarenta e cinco dias, todos os dias, à mesma hora, falar-se sobre livros, respondendo às questões sobre o universo dos livros. O objectivo do desafio é simples: se por um lado, consiste numa de gostos e experiências sob o mundo dos livros, por outro, este desafio leva-nos-à a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Iniciado a 1 de Maio de 2015 e durante 45 dias, neste blog, falar-se-à maioritariamente de livro. Não se esqueçam de visitar a Magda e conhecer as suas escolhas literárias

Se calhar, deveria reclamar,


M*

14.12.14

20141214_095552.jpg

20141214_095525.jpg

O que vale é que o tamanho do problema não me impede a leitura. 

 

O que me chateia é investir o dinheiro num livro para ele vir assim... e, de facto, eu não o folheei (embora duvido que conseguisse perceber o problema). O livro é a continuação de Se Eu Ficar de Gayle Forman, Espera Por Mim, e aproveitando a oportunidade oferecida pela meu pai (não é todos os dias que ele se mostra generoso), trouxe o segundo... era o único que tinha a certeza que iria trazer. E eu, que já não tinha boa imagem da secção literária do pingo doce da zona, agora pior... imagem duas prateleiras em que os livros nunca estão no sítio certo e os preços no lugar errado, além de que faltam metade dos anunciados (mas consiga entender: ou vendidos ou falta de stock)... é mais ou menos assim. 

 

Entretanto, fui saber dos restantes e, valha-me isso, estão imaculados... como não tenho o talão da compra (embora desconfie que se lembrariam de mim, precisamente pela falta de organização na secção de livros) e o problema não impede a leitura, creio que nem vale a pena reclamar. De facto, é preciso ter azar!

Chocolate Book Tag


M*

15.09.14

Andava eu, numa noite sem nada de interessante para fazer, a cuscar o mundo da blogosfera quando me lembrei de passar no blog A Game of Books. A verdade é que eu já tinha ideia de lhe roubar uma ou outra tag engraçada, mas novas palavras foram surgindo e o tempo de as realizar passando. Mas, como se costuma dizer, mais vale tarde do que nunca, aqui esta ela: chocolate book tag. Ora, sendo eu viciada em chocolate, nada melhor do que roubar à Ritz uma tag sobre chocolates e livros... e, como ela escreveu, aqui ficam os meus dez chocolates literários.

 

Chocolate Negro (um livro que fale de um assunto mais pesado, ex.: abuso psicológico ou violação)

O Meu Triste Segredo, Jenny Tomlin.

Jenny é a protagonista de uma verdadeira história de luta e força, de esperança e sobrevivência. O livro relata a história de união e de amor entre Jenny e os irmãos, Kim e Lawrence, que vivem uma infância marcada pelo medo, solidão, violência e abusos por parte dos pais. Um relato chocante e revoltante, onde a esperança parece ser a última a morrer.

 

Chocolate Branco (a tua leitura leve ou cómica favorita)

O Teorema de Katherine, John Green. 

Dezanove foram as vezes que Colin se apaixonou. Das dezanove vezes a rapariga chamava-se Katheriene. Tendo como ponto de partida o fim de mais uma relação, Colin e o seu amigo Hassan, decidem partir à descoberta de novos lugares e pessoas... e, assim, conhecer raparigas especiais com a vantagem de não se chamarem Katherine. Uma leitura leve e divertida que, não sendo de todo a minha favorita, andará bastante lá perto. 

 

Chocolate de Leite (um livro que é muito aclamado e que estás desejosa de ler)

Se eu Ficar, Gayle Forman.

O Pintassilgo, Donna Tartt.

Não resisti e escolhi estes dois. O primeiro será, provavelmente, a próxima leitura, depois de A Guerra dos Tronos A Muralha de Gelo. O segundo terá de ficar para quando o preço do mesmo descer porque, 25€ é demais para o meu bolso... ou quando o encontrar em segunda mão.

 

Chocolate com Recheio de Caramelo (um livro que te faz sentir melosa)

Estrada da Noite, Kristin Hannah.

Um dos meus livros preferidos. Lexi Baill nunca teve uma vida fácil. Desde cedo, negligenciada pela mãe, Lexi vai saltando de família em família de acolhimento. Tudo muda quando, depois da morte da mãe, a assistente social lhe encontra uma tia-avó, de 66 anos, que aceita ficar responsável por Lexi. Assim, a jovem muda-se para Port George, em Washington. A adaptação de Lexi à nova cidade e escola não são fáceis até conhecer Mia, uma jovem de fraca auto-estima e poucos amigos. Lexi e Mia tornam-se as melhores amigas. Mais tarde, Lexi conhece Zach, o irmão gémeo de Mia e, sem querer, apaixona-se por este. A história de um amor adolescente e encantador, obrigado a ultrapassar alguns obstáculos. Apesar de tudo, os três tornam-se os melhores e inseparáveis amigos. Todavia a tragédia acontece quando, os três sofrem um acidente de carro e Mia morre. A vida de Lexi sofre uma nova reviravolta, perdendo tudo: a melhor amiga Mia, o carinho da mãe dos gémeos e o afastamento de Zach. 

Um livro recheado de lições, onde só o amor e o perdão são capazes de salvar e fazer ultrapassar o sentimento de perda e de morte. Foi, que me recorde, o primeiro livro a levar-me às lágrimas.

 

Kit-Kat (um livro que te surpreendeu)

A Vida Louca dos Reis e Rainhas de Portugal, Orlando Leite, Raquel Oliveira e Sónia Trigueirão.

Comprei-o no final do ano passado, numa promoção que encontrei na Book.It. O livro, como o próprio nome sugere, fala sobre os Reis e Rainhas de Portugal e sobre o outro lado das suas vidas que os livros de História não mencionam. Sabem o quanto eu me ri com ele? E, o quanto me elucidou sobre o rumo que o país tomou? Sim, porque para mim, o presente de um país compreende-se no seu passado... e tantas coisas sobre o Portugal de hoje se explicam no passado das escolhas de Reis e Rainhas. Uma leitura leve e esclarecedora. 

 

Snickers (um livro pela qual és louca)

A Sombra do Vento e O Jogo do Anjo, Carlos Ruiz Zafón.

Preciso de dizer algo mais sobre os livros de Zafón? Quem acompanha o blog à algum tempo sabe o quanto adoro estes dois livros!

 

Kinder Surpresa (um livro que te surpreendeu recentemente)

Prometes?, Diana Carvalho e Pedro Barbosa. 

Inês e Afonso são os protagonista  deste romance cujo pano de fundo são as cidades do Porto e de Londres. Se, numa primeira fase, tive dificuldades em gostar do livro pela minha resistência a romances lamechas; ao insistir na leitura, acabei por adorar e devorar a metade final do livro em dois dias. Um livro diferente, sensível e cativante. 

 

Lion (um livro que te deu vontade de rosnar, de tão chateada que ficaste)

Mataram o Sidónio!, Francisco Moita Flores.

Eu juro, juro que já tentei... mas, oh livro chato! 

O curto trajecto de Sidónio Pais enquanto Presidente na Primeira República desencadeou em mim uma certa curiosidade sobre a sua vida. Foi, com o intuito de conhecer um pouco mais sobre ele que, em 2012, comprei o livro de Moita Flores. Li as primeiras 100 páginas. Insisti, persisti e, oh deus, livro entediante! A escrita de Moita Flores também não ajudou nem cativou... muito complexa. Ainda este ano voltei a pegar no livro mas, esqueçam, não à maneira de conseguir ler o livro... um dia, quiçá, quando conseguir esquecer o 'ódio' que tenho do livro.

 

Chocolate Quente com Natas e Marshmallows (que livros escolherias para leitura reconfortante?)

A Filha da Minha Melhor Amiga, Dorothy Koomson.

Um dos meus livros preferidos. Revejo-me na personagem Kamryn, sobre os seus medos e complexos que a acompanham desde a adolescência. 

Kamryn e Adele sempre foram a melhor amiga uma da outra. Porém, relação de amizade não resiste à traição de Adele com Nate, o noivo de Kamryn e da qual nasce uma menina. Passam-se cinco anos e Adele, com a pequena Tegan, entra novamente na vida de Kamryn com a notícia de que iria morrer dentro em breve. Adele quer que seja Kamryn a nova mãe de Tegan. Será ela capaz de perdoar o passado e acolher a menina? E, numa carreira profissional bem sucedida e uma vida social eléctrica, onde entra uma menina de cinco anos?

Uma história de perdão e amor, capaz de nos fazer rir e roubrar algumas lágrimas.

 

Caixa de Chocolates (qual a série que leste que sentes que pode ser lida por uma maior variedade de pessoas?)

As Crónicas de Gelo e Fogo, George R. R. Martin.

Estou no primeiro volume, A Guerra dos Tronos e estou a adorar! Apesar de já ter visto a série e de, volta e meia, a memória me assombrar com situações passadas na série, a verdade é que o livro é realmente muito bom e cativante... julguei que iria desistir por já ter visto a série, mas não, existem sempre pequenos detalhes que a série não mostrou e que o livro retrata. 

Por isto, pelas criticas que já li aos livros e ao autor, considero que esta é a colecção de livros que pode ser lida por uma maior variedade de pessoas... pela forma cativante como escreve, pelos detalhes sem os tornar maçadores, pela história, pelas situações cómicas, enfim, por tudo. 

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D