Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Sobre o gravíssimo fanatismo... do meu irmão.


M*

26.05.15

Domingo. Final de dia. Regresso a casa depois de visitar a família. Rádio ligado num jogo de futebol. Quando perguntei ao meu irmão porque raio estavamos a ouvir o relato do jogo de equipas que nada nos dizem, reproduz-se o seguinte diálogo,

 

- É que eu quero que o União da Madeira suba de divisão.
- Porquê?
- Ah é que joga lá um gajo emprestado pelo Sporting!
- Só podes estar a gozar comigo... é que só podes mesmo estar a gozar, meu! Tu bates mal... muito mal!
 
E, portanto, este é o meu irmão. É, nestes momentos, que acredito piamente que o rapaz foi trocado na maternidade, adoptado ou um extraterrestre. 
 
 

Conversas entre irmãos.


M*

22.04.15

Por falar em conduzir, contei ao meu irmão que, ontem, ao final do dia, meti-me no ovo kinder, juntamente com a minha irmã, aventurando-nos no meio das aldeias, por caminhos apertados, estranhos e recheados de buracos. Expliquei-lhe que, embora não tenha apanhado nenhum susto ou trânsito, constantemente imaginava o momento em que outro carro me aparece-se e eu, assustada, fosse espetar o ovo kinder contra um muro, numa valeta ou no meio do monte. Ele, que é simplesmente um amor de irmão, responde-me,

 

- E depois? O ovo kinder têm seguro contra todos os riscos. 

 

Ah! É sempre útil saber. Já o posso espetar contra o primeiro muro! Mas, porque não me quis ficar, perguntei-lhe,

 

- Olha lá, o ovo kinder pode ter seguro mas, nós podemos ir parar ao hospital! Que raio de irmão que fomos arranjar!

- E? São vocês as duas. É da maneira que deixo de vos aturar enquanto estiverem no hospital... é que vocês são cá umas chatas! 

 

Portanto, a esta frase, responde-lhe a minha irmã,

 

- É bom saber, maninho. Quando fores parar ao hospital, também não te faço nenhuma visita ou, se for obrigada, ainda levas umas chapadas onde mais te doer. É só para avisar!

 

Pronto, é isto. Já pensamos em destruir o ovo kinder e hospitais. A conversa não se ficou por aqui, foi agressiva e feia - ainda assim, estamos todos bons de saúde e com todos os membros no sítio - mas, dá para entender a carga elevada de parvoíce que sofremos. Definitivamente, somos mesmo irmãos... ou não. 

Dos sabores magnum.


M*

14.04.15

Eu e a minha irmã mais nova somos gulosas por natureza. Adoramos experimentar novos sabores, texturas e sensações, especialmente no que toca a gelados. Não resistimos a um bom gelado, seja verão ou inverno e não aguardamos muito tempo até conseguir experimentar os recém adquiridos membros dos cartazes de gelados. Portanto, depois de muito procurarmos e suspirarmos, finalmente encontramos os gelados recém lançados magnum's da marca olá. Assim, pedimos os dois novos e, já em casa, partimos os gelados em dois, de modo a que ela e eu experimentássemos um pouco de cada - tendo em conta o preço de cada gelado, quase dois euros, pareceu-me a escolha mais acertada para quem anda às cegas,

 

Magnum Black Espresso

sabor a café.

IMG_20150410_150934.jpg

IMG_20150410_151110.jpg

 

Magum Pink Raspberry

sabor a framboesa.

IMG_20150401_160045.jpg

IMG_20150401_160134.jpg

Pessoalmente não fiquei fã de nenhum: o primeiro, o black, sendo eu amante de café é demasiado intenso e forte; o segundo, o pink, torna-se enjoativo. Porém, para a minha irmã, o pink framboesa ganhou uma fã, tendo odiado o black café. Para este verão (e presumível inverno - sim, porque eu como gelados no inverno) vou-me manter fiel ao meu magnum sandwich, cornetto de chocolate e feast chocolate. 

Teorias da mais nova,


M*

23.03.15

No spotify existe uma playlist com música dita pop portuguesa. Ora, farta de ouvir sempre o mesmo, decidi ouvir precisamente aquelas músicas mas, a verdade é que nem ligo muito e, a dado momento, desligo das músicas. Porém, a minha irmã mais nova, com quem divido o quarto, aquando do Maria Albertina dos Humanos pergunta-me,

 

- Mana, porque estás ouvir o Maria Albertina?
- Porque sim... está no spotify.

- Ah! - e começa a cantar o refrão, numa vozinha parola.

- Mas qual é o problema? Já ontem, precisamente nesta música, perguntastes o mesmo... o que foi?

- É que isso é pimba!

- Pimba és tu e aquilo que ouves! - disparo. - E, já agora posso saber o porquê de considerar pimba?
- Porque é pimba e é estúpida... - regressa à sua vozinha infantil e parola e começa a cantar o refrão. - Posso meter no meu facebook que a minha irmã ouve música pimba? Posso, posso?

- Nem sonhes, oh atrasada!

- Maria Albertinaaaa deixa que te digaaaa... aíííí... 

 

 

E, assim fico a saber que o Maria Albertina é música pimba e, o spotify parvo por o incluir na categoria de pop português.

Teorias da mais nova.


M*

15.03.15

Domingo, almoço em família. Depois do silêncio, a minha irmã mais nova reclama a atenção para si e anuncia a sua mais recente teoria,

 

- O J. vai-se casar com a V. porque esta completamente louco por ela. Tu, mana, tenho uma teoria sobre quem será o teu futuro namorado...

- Aí sim?! Conta lá... vai sair asneira!

- É simples. Tu vais acabar com um cromo dos computadores. Junta-se a croma dos livros e o cromo dos pc's e família feliz!

- Hum?!

- Ora, antes do B., tiveste aquele rapazinho que percebia bués de computadores, o B. também era dado a computadores, portanto, o teu futuro namorado só pode ser um gajo dos computadores. Dizem que à terceira é de vez. 

- Estou a ver... é que só podia vir asneira! E tu, F.?
- Eu só tenho 17 anos! Vocês é que são os cotas, já deviam estar casados e a dar-me sobrinhos... além disso, vocês não dizem que tenho é de estudar? Pronto! 

 

Os dezassete, quando convém, dão imenso jeito... Teorias! E, esperemos que não tenha razão... ou, de contrário, torna-se uma melga chata com o eu sabia! eu sei sempre tudo! eu tinha razão!

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D