Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 28 anos*

Um Mar de Pensamentos

* O Poeta da Madrugada.

A plataforma Blog Portugal é mais do que uma vulgar lista de blogs é, antes demais, um directório onde é possível encontrar diversos blogs, alojados em distintas categorias. A ideia nasceu, não só para reunir os mais diversos blogs portugueses mas, para igualmente, promover os mesmos e divulgar novos mundos bloguísticos. Eu, aliás, o meu blog por lá anda desde dois de Abril e, estou muito satisfeita com a equipa e a plataforma. Os blogues inscritos têm acesso às estatísticas de visitas contabilizadas no blog e na plataforma, bem como ao histórico no ranking que a plataforma gere com base nas estatísticas de visita e pesquisas dos blogues.

 

Por outro lado, a Blog Portugal conta com o apoio e parceria de marcas privadas, nomeadamente, da Chiado Editora. A Chiado Editora é especializada na publicação de autores contemporâneos portugueses e brasileiros sendo, presentemente, a maior editora em Portugal neste segmento e, uma das editoras com maior crescimento em terras de Vera Cruz. Para além destes dois países irmãos, a Chiado Editora publica as suas obras em país como Alemanha, Bélgica, EUA, França, Luxemburgo, Irlanda, Reino Unido e Espanha, bem como América Latina. 

 

E, foi da parceria entre a Blog Portugal e a Chiado Editora que este pequeno livro, resultado de um passatempo promovido na plataforma, veio morar cá para casa...

 

20150622_160416.jpg

 

O Poeta da Madrugada é, tal como o próprio título o indica, uma colectânea de poemas da autoria de Alceu Valença, nascido no interior do Pernambuco, Brasil. Mais do que poeta, Alceu Valença é cantor e compositor, influenciado por ritmos quentes e típicos brasileiros, como as maracutus, cocos de roda e repentes de viola. O prefácio desta livro ficou a cabo de um escritor que admiro, José Eduardo Agualusa. 

 

Eu, confesso, ainda não tive oportunidade de o ler como verdadeiramente merece. Li alguns poemas cujo título me despertaram a curiosidade mas, admito que nada profundo. A poesia merece, para mim, especial atenção, sentimento e dedicação... como qualquer livro, é bem certo mas, um poema deve, acima de tudo, ser sentido. Porém, a minha irmã mais nova, amante de poesia, leu os poemas, identificando-se com alguns deles, encontrando nas palavras de Alceu Valença sentimentos partilhados. Terei, portanto e em breve, de dedicar-lhe a merecida atenção... 

 

E, para finalizar, despeço-me com um pequeno trecho de um poema com o qual me identifico, o Prazer de Escrever,

 

Em seguida, vou para a sala e escrevo sobre o nada

Simplesmente pelo puro prazer de escrever.

E não tendo algo ou nada mesmo a dizer,

Nenhuma dor, nem um pouco de alegria,

Invento versos para fugir da monotonia,

Nessa madrugada insossa, melosa, soturna e vazia,

Reitero o simples prazer de escrever por escrever.

 

* (Resultou deste Passatempo)

** (Informações retiradas de: Blogs PortugalChiado Editora e Alceu Valença wikipédia)

8 comentários

Comentar post