Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 28 anos*

Um Mar de Pensamentos

Dia Catorze. Livro(s) comovente.

É-me difícil, tal como é difícil escolher apenas um livro como favorito, seleccionar unicamente um livro comovente. A verdade é que tenho vários... porque, de alguma maneira, me fizeram reflectir ou deixar escapar algumas lágrimas. A esta questão, o primeiro a surgir-me no pensamento foi este livro, 

 

Nunca Digas Adeus

Lesley Pearse

500_9789892319421_nunca_digas_adeus.jpg

 

 Li-o recentemente e, logo, o meu primeiro pensamento. Fez-me reflectir. Pensar em como será o meu amanhã, nas escolhas do presente e nas suas consequências. 

 

Susan e Beth são amigas desde infância, separadas pela força do destino para, vinte e nove anos depois, o caminho de ambas se cruzar pelos piores motivos. Beth é uma mulher lindíssima, uma advogada de sucesso, colocada a defender uma mulher que assassinou, a sangue-frio, duas pessoas numa clínica médica. Susan é essa mulher que, numa tarde chuvosa de Outono, matou a recepcionista e o médico. Beth e Susan mal se reconhecem mas, a força da amizade e as lembranças daquelas férias de verão é poderosa e ambas embarcam na aventura dos segredos que levaram Susan a cometer tal atrocidade.

 

Nunca Digas Adeus é muito mais do que um romance sobre a amizade. Aborda temas sensíveis, como a violência doméstica, o alcoolismo, a escravatura infantil, a perde de um filho ou a violação sexual. As personagens longe de serem perfeitas, mostram-nos o lado humano de quem encerra em si traumas e medos e, a forma como luta para os ultrapassar. Um romance sensível, humano, carregado de emoções e sentimentos. A escrita é simples, cativante, viciante. Prende-nos. A cada nova descoberta, mais segredos vamos descobrindo. O final é surpreendente. 

 

É fácil conseguir-me identificar com Susan. Baixa, roliça, bonita mas não atraente, Susan é uma mulher de fraca auto-estima com quem facilmente partilho os sentimentos sobre o corpo e o sexo oposto... e é por estas semelhanças, por compreender os sentimentos de Susan que este livro me tocou. 

 

A Filha da Minha Melhor Amiga

Dorothy Koomson

image.jpg

 Chorei e ri com este livro. Revejo-me na personagem principal, Kamryn, pelos medos e complexos que a acompanham desde a adolescência. 

 

Kamryn e Adele sempre foram a melhor amiga uma da outra. Porém, relação de amizade não resiste à traição de Adele com Nate, o noivo de Kamryn e da qual nasce uma menina. Passam-se cinco anos e Adele, com a pequena Tegan, entra novamente na vida de Kamryn com a notícia de que iria morrer dentro em breve. Adele quer que seja Kamryn a nova mãe de Tegan. Será ela capaz de perdoar o passado e acolher a menina? E, numa carreira profissional bem sucedida e uma vida social eléctrica, onde entra uma menina de cinco anos?

 

Uma história sobre amizade, amor e perdão.

 

Estrada da Noite

Kristin Hannah

1054333_1343819328.jpg

 Lexi Baill nunca teve uma vida fácil. Desde cedo, negligenciada pela mãe, Lexi vai saltando de família em família de acolhimento. Tudo muda quando, depois da morte da mãe, a assistente social lhe encontra uma tia-avó que aceita ficar responsável por Lexi. A adaptação à nova vida, cidade e escola é lenta e penosa. A vida de Lexi conhecerá uma nova reviravolta ao conhecer conhece Mia, uma jovem de fraca auto-estima e poucos amigos. Lexi e Mia tornam-se as melhores amigas. Mais tarde, Lexi conhece Zach, o irmão gémeo de Mia e, sem querer, apaixona-se por este. A história de um amor adolescente e encantador, obrigado a ultrapassar alguns obstáculos. Apesar de tudo, os três tornam-se os melhores e inseparáveis amigos. Todavia a tragédia acontece quando, os três sofrem um acidente de carro e Mia morre. A vida de Lexi sofre uma nova reviravolta, perdendo tudo: a melhor amiga Mia, o carinho da mãe dos gémeos e o afastamento de Zach. 

 

Um livro recheado de lições, onde só o amor e o perdão são capazes de salvar e fazer ultrapassar o sentimento de perda e de morte.

 

Para A Minha Irmã

Jodi Picoult

image17195889.jpg

 

E, a minha lista não ficaria completa sem este livro...

 

___

 

11180265_10153384994744636_836664787_n.jpg

  O desafio literário foi-me sugerido pela Magda. A ideia é, durante quarenta e cinco dias, todos os dias, à mesma hora, falar-se sobre livros, respondendo às questões sobre o universo dos livros. O objectivo do desafio é simples: se por um lado, consiste numa de gostos e experiências sob o mundo dos livros, por outro, este desafio leva-nos-à a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Iniciado a 1 de Maio de 2015 e durante 45 dias, neste blog, falar-se-à maioritariamente de livro. Não se esqueçam de visitar a Magda e conhecer as suas escolhas literárias

12 comentários

Comentar post