Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 28 anos*

Um Mar de Pensamentos

Crónicas de Uma Empregada de Mesa: o tabaco.

- Oh menina, diga-me lá, qual é o tabaco mais fraquinho que vocês vendem? - apontando-me para a máquina do tabaco, justamente no momento em que recolhia os pratos da refeição de duas senhoras. 

- Querer que lhe seja sincera? Não faço ideia. Não fumo.

- Não me diga! Que chatice... Mas devia saber... Devia... Ora pois!

  

step-azkoyen-maquina-tabaco.jpg

 

No café onde trabalho como empregada de mesa vendemos um pouco de tudo. Sopas, refeições, cafés, sumos, pães, bolos, gelados. Usando a expressão recorrente do patrão só não vendemos dinheiro. Vendemos, como a grande maioria dos estabelecimentos do género, tabaco disponibilizado em máquinas próprias para esse efeito. O facto de existir uma máquina de venda de tabaco num estabelecimento comercial como cafés, restaurantes ou padarias, não implica obrigatoriedade de os empregados saberem qual a marca mais fraca de tabaco. Para isso existem as tabacarias. Ou talvez não... 

16 comentários

Comentar post