Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

A Livraria dos Finais Felizes de Katarina Bivald.


M*

11.05.16

1507-1.jpg

 A Livraria dos Finais Felizes de Katarina Bivald é, tal como o título já induz, uma história sobre livros.

 

A jovem heroína é Sara, uma sueca recém desempregada de uma livraria, a quem os pais e irmã pouco ligam e sem namorado. É, no entanto, uma apaixonada por livros. Sara vive para ler. O seu mundo é feito de releituras e novas descobertas literárias, os amigos vivem mergulhados nas páginas de um livro, incapaz de estabelecer relações socias. A protagonista sueca revela uma personalidade insegura, desastrada, reservada e introvertida, numa vida sem sabor ou quais perspectivas. 

 

Amy é, porém, a única pessoa com quem Sara conversa. Na verdade, Amy vive numa pequena cidade no estado do Iowa, EUA, e trata-se de uma senhora de 65 anos com quem Sara troca cartas. A amizade nascida nas cartas, graças aos livros, levará Sara a visitar Amy, a cidade e gentes que tanto descreve e menciona, Broken Wheel. Todavia, uma vez em Broken Wheel (e isto não é nenhum spoiler), Sara descobre que Amy morreu... e o mundo de Sara mudará nesta pequena cidade, descobrindo o sentimento de pertença, o valor da amizade e o poder do amor. 

 

- Consegues senti-lo? O cheiro de livros novos. Aventuras por ler. Amigos que não conheceste, horas de escape mágico à tua espera.

 

A Livraria dos Finais Felizes era um livro que desejava mesmo muito ler. O título é chamativo e a sinopse fez-me encontrar em Sara um pouco de mim. O interesse cresceu quando a Magda, do blogue StoneArtBook, referiu que o iria reler mal terminasse a leitura... e a verdade é que o releu mal terminou de o ler. E, confesso, não pensei em aguardar: mal o descobri num hipermercado da minha zona de residência, trouxe-o comigo - e, bem sei que, aguardando, o teria a um preço mais amigável. Não lhe resisti... confesso que - e é mau, muito mau - deixei A Promessa de Lesley Pearse um bocadinho de lado para ler este livro. É um livro onde qualquer apaixonado por livros se pode rever, identificando-se com Sara ou nos peculiares e excêntricos habitantes de Broken Wheel. Um livro sobre livros. 

 

É preciso ser-se um pouco sonhador para gostar de livros...

 

Numa escrita encantadora, Katarina Bivald mostra-nos o poder dos livros e o significado dos mesmos. A fluidez das palavras leva-nos a não desejar largar o livro. Por outro lado, tratando-se de um livro sobre livros, Bivald mostra-nos conhecimentos sobre uma série de livros e de escritores, num bom trabalho de pesquisa, revelando detalhes e histórias sobre os mesmos. Fiquei, admito, extremamente bem surpreendida com este de estreia da sueca Katarina Bivald. Adorei a leitura.

 

A Livraria dos Finais Felizes é, resumidamente, um livro para os apaixonados por livros... ficaram apaixonadamente encantados!

 

Há sempre um livro para cada pessoa e uma pessoa para cada livro.

___

 

Título Original: (é sueco e não o consegui encontrar)

Autora: Katarina Bivald, Suécia

ISBN: 9789896650704

Páginas: 528

Editora: Suma de Letras, 2016

Sinopse:

Se a vida fosse um romance, o da Sara certamente não seria um livro de aventuras. Em vinte e oito anos nunca saiu da Suécia e nenhum encontro do destino desarrumou a sua existência. Tímida e insegura, só se sente à vontade na companhia de um bom livro e os seus melhores amigos são as personagens criadas pela imaginação dos escritores, que a fazem viver sonhos, viagens e paixões. Mas tudo muda no dia em que recebe uma carta de uma pequena cidade perdida no meio do Iowa e com um nome estranho: Broken Wheel. A remetente é uma tal Amy, uma americana de 65 anos que lhe envia um livro. E assim começa entre as duas uma correspondência afetuosa e sincera. Depois de uma intensa troca de cartas e livros, Sara consegue juntar o dinheiro para atravessar o oceano e encontrar a sua querida amiga. No entanto, Amy não está à sua espera, o seu final, infelizmente, veio mais cedo do que o esperado. E enquanto os excêntricos habitantes, de quem Amy tanto lhe tinha falado, tomam conta da assustada turista (a primeira na história de Broken Wheel), Sara decide retribuir a bondade iniciando-os no prazer da leitura. Porque rapidamente percebe que Broken Wheel precisa de um pouco de aventura, uma dose de auto-ajuda e, talvez, um pouco de romance. Em suma, esta é uma cidade que precisa de uma livraria. E Sara, que sempre preferiu os livros às pessoas, naquela aldeia de poucas gente, mas de grande coração, encontrará amizade, amor e emoções para viver. E finalmente será a verdadeira protagonista da sua vida.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D