Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de M*

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de M*

Dia Quarenta e Três. Livro(s) que marcaram a minha infância.

A minha meninez, apesar de nunca ter sido incentivada pelos meus pais, foi rodeada de livros. Os livros, nas fases negativas ou de mudança, produziram sentimentos de companhia e esperança. Nunca estava sozinha e, era neles que, enquanto menina, respirava paz. Não recordo os livros que li, no meu passado, na Venezuela mas, relembro-me dos primeiros e únicos livros que recebi dos meus pais. Tratavam-se de duas caixinhas com cinco livros - uma caixa para mim e outra para o meu irmão, como estas - de clássicos infantis dos irmãos Grimm e de Hans Christian Andersen. Livros que reli uma e outra vez. 

 

Mais tarde, aos dez anos, interessei-me pela colecção,   

  

Detective Maravilhas

Maria do Rosário Pedreira

popup_ish459f1866_Fotor_Collage.jpg

 

cujos livros, alguns, ainda mantenho em casa. Era viciada neste livros. Foi por eles que, certo final de dia, a minha mãe me passou uma enorme reprimenda por lhe roubar algumas moedas da carteira... não me condenem, simplesmente, não recebia qualquer semanada ou mesada, até àquela data. E, na fase da adolescência, li...

 

O Principezinho

Antoine de Saint-Exupéry

o-principezinho-resumo-1-638.jpg

 

um livro eternamente belo.

 

___

 

11180265_10153384994744636_836664787_n.jpg

  O desafio literário foi-me sugerido pela Magda. A ideia é, durante quarenta e cinco dias, todos os dias, à mesma hora, falar-se sobre livros, respondendo às questões sobre o universo dos livros. O objectivo do desafio é simples: se por um lado, consiste numa de gostos e experiências sob o mundo dos livros, por outro, este desafio leva-nos-à a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Iniciado a 1 de Maio de 2015 e durante 45 dias, neste blog, falar-se-à maioritariamente de livro. Não se esqueçam de visitar a Magda e conhecer as suas escolhas literárias

Dia Quarenta e Dois. Livro que adorei e agora detesto (ou, não entendo porquê motivo gostei dele).

Não existem livros que tenha adorado e que, por qualquer motivo, tenha passado a odiar. Existem, na verdade, livros que, no passado, gostei mas que, com o tempo, percebo que afinal não eram assim tão interessantes. Quiçá seja estranho para os demais mas, para mim, gosto de contemplar a minha estante e tentar recordar as histórias que cada livro contêm. Quando procurava responder à questão de hoje, fiz este exercício e houve um livro que me despertou a atenção, um livro que, no passado, tinha gostado de ler. A história era diferente, invulgar, divertida, leve e, na altura, gostei. Porém, quando procurei relembrar-me essa história invulgar e divertida, segurando o livro entre as mãos, folheando e lendo passagens assinaladas, a memória pregou-me uma rasteira e, a verdade é que não me recordo de absolutamente nada. Tive de recorrer às críticas de outrém para relembrar pedaços do livro de,

 

O Teorema de Katherine

John Green

teorema dekatherine.jpg 

 

Resumidamente, não sei porquê achei graça a este livro...

___

 

11180265_10153384994744636_836664787_n.jpg

  O desafio literário foi-me sugerido pela Magda. A ideia é, durante quarenta e cinco dias, todos os dias, à mesma hora, falar-se sobre livros, respondendo às questões sobre o universo dos livros. O objectivo do desafio é simples: se por um lado, consiste numa de gostos e experiências sob o mundo dos livros, por outro, este desafio leva-nos-à a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Iniciado a 1 de Maio de 2015 e durante 45 dias, neste blog, falar-se-à maioritariamente de livro. Não se esqueçam de visitar a Magda e conhecer as suas escolhas literárias

Dia Quarenta e Um. Livro que é um “guilty pleasure".

É, definitivamente, impossível escolher um livro que seja um guilty pleasure ou prazer culpado. Por mais que procure um, somente um, é-me impossível seleccionar. Procurei, olhei e contemplei, senti os meus livros, aqueles de quem tão apaixonadamente cuido mas, a verdade é que nenhum título me soou como um prazer culpado. Na verdade, apenas um e dá pelo nome de Livro. Qualquer livro, seja ele bom ou mau é, para mim, um prazer culpado. 

 

É-me, definitivamente, impossível resistir a uma livraria. Não resisto a entrar numa, embora saiba que nenhum livro posso comprar. Entro pelo prazer de ver os livros nas prateleiras, contemplar os títulos e tentar adivinhar a história, deslumbrar-me com as capas, sentir as folhas de um novo livro na ponta dos dedos. Entro para olhar todas aquelas obras, entro para me imaginar sentada longas horas entre eles, entro porque é um dos poucos lugares que sinto como meu. Quis lutar contra este impulso de entrar numa livraria mesmo sabendo que a abandonarei sem nenhum livro, quis lutar contra o impulso de comprar mais e mais livros mas, a verdade é que, é-me impossível.

 

Livros, basta serem livros, qualquer um, qualquer género literário ou escritor é, no fundo, um verdadeiro prazer... 

Sofria dessa maldição de querer saber tudo, uma avidez de conhecimento capaz de o levar à loucura. Se pudesse leria tudo o que já fora escrito pelos homens. Lia para poder viver. Era louco, sabia-o. 

A Filha do Papa, 

Luís Miguel Rocha

tumblr_lw19bd1vyq1qbuf3zo1_500_large.jpg

*(excepto, obviamente, Margarida Rebelo Pinto e As Cinquenta Sombras)

 

___

 

11180265_10153384994744636_836664787_n.jpg

  O desafio literário foi-me sugerido pela Magda. A ideia é, durante quarenta e cinco dias, todos os dias, à mesma hora, falar-se sobre livros, respondendo às questões sobre o universo dos livros. O objectivo do desafio é simples: se por um lado, consiste numa de gostos e experiências sob o mundo dos livros, por outro, este desafio leva-nos-à a pensar e a reflectir sobre os livros que já lemos. Iniciado a 1 de Maio de 2015 e durante 45 dias, neste blog, falar-se-à maioritariamente de livro. Não se esqueçam de visitar a Magda e conhecer as suas escolhas literárias

Um mar de livros... estou a ler,

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.