Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 28 anos*

Um Mar de Pensamentos

22 | Coisas de blogger... as perguntas do liesbter award.

O Liesbster Award continua a fazer vítimas. Desta vez, o desafio foi-me lançado pela Acertos de Uma Miúda e, tendo em conta que já respondi várias vezes a este questionário, fico-me pelas onze questões da Miúda.

 

18322167_7sFab.jpg

 

1. Um medo ou uma curiosidade sobre o futuro.

Medo: a solidão e a doença.

Futuro:

 

2. O que levas sempre contigo, não importa onde vás?

O telemóvel e um livro. 

 

3. O que farias com os teus “quinze minutos de fama”?

Sinceramente? Nunca pensei nisso. 

  

4. Sites que visitas todos os dias?

Sapo, facebook e sapo blogs... e, presentemente, as câmaras às quais me candidatei no âmbito dos estágios PEPAL (devagar, devagarinho... quiçá em dois e quatrocentos se decidam a lançar as listas dos candidatos a entrevistas!).

 

5. Uma declaração que te deixaria sem reacção?

Não gosto e nem sei como demonstrar sentimentos. Por isso, tudo o que seja feito de surpresa, deixa-me sem reacção.

 

6. Acreditas no Karma? Porquê?

Sim. Acredito que tudo o que fazemos, bom ou mal, cedo ou tarde, será retribuído. Acredito que a vida se encarrega, com tempo, de nos retribuir o pior e o melhor do que já fizemos ou fizeram.

 

7. Uma coisa que te deixa com vergonha.

Línguas, falar línguas. Seja em inglês ou em espanhol, estou sempre à espera do momento em que tropeço numa palavra e me envergonho. Talvez porque, quando me mudei para Portugal, tive uma professora do ensino primário que me ensinou a falar e escrever português à força das réguas de madeira, bem como colegas que gozavam com os meus constantes tropeços no português. Estes episódios marcaram-me bastante, ao ponto de renegar a língua materna, o espanhol. 

 

8. Arrependes-te de algo que não fizeste?

Arrependo-me de várias coisas, do que não fiz e do que não disse. Ainda assim, das coisas que mais me arrependo foi ter optado por continuar a estudar, após finalizar a licenciatura, na mesma cidade, por diversos motivos que hoje me parecem parvos, e não ter optado por frequentar o mestrado noutra Universidade. 

 

9. Se te apagassem a memória todos os dias, mas te pudesses lembrar de uma coisa, qual seria? Porquê?

A infância na Venezuela e o dia em que a minha irmã entrou na minha vida. Quando mudamos de país, não tive a melhor recepção e, portanto, os melhores episódios foram vividos lá. Lá era rebelde e refilona, cá através das réguas, fechei-me em mim, tornei-me introvertida e muito calada. 

 

10. Acreditas na vida para além da morte? Porquê?

Bela questão! Acredito que sim, acredito que voltamos sempre à vida, num outro corpo, numa outra pessoa, quando falhamos a missão para a nossa existência. Quiçá seja estúpido mas, acredito piamente que todos temos uma missão a cumprir, embora nem sempre seja fácil de o desvendar. 

 

11. Sete coisas que querias muito que acontecessem?

    1. Um emprego fora da minha área ou para a qual me formei (difícil, difícil, difícil).

    2. Um amor, amigo e companheiro.

    3. Viajar até à cidade onde nasci na Venezuela (eu sei, sou louca mas, não nasci na capital Caracas).

    4. Emagrecer um bocadinho (difícil, tendo em conta que mais de metade de mim é feita de preguiça... mas, prometo que vou às aulas de zumba e tentar não desistir no primeiro mês.).

    5. Viajar pela Europa, acompanhada e de comboio.

    6. Constituir família.

    7. Ser rica ou, pelo menos, não andar a contar os poucos trocados que tenho; pobre já o sou todos os dias. 

 

Obrigada Acertos de Uma Miúda!

4 comentários

Comentar post