Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Oikos: a nova forma de comer fruta.


M*

09.05.16

Estou, presentemente e como já o mencionei aqui, a trabalhar em part-time como operadora de loja de uma grande cadeia de hipermercados. É, para lá daquilo que imaginava, um trabalho que estou a gostar muito embora, seja duro e desgastante - sim, mesmo a quatro horas diárias - fisicamente.

 

Quiçá pela hora a que início o trabalho ou talvez porque a secção onde habitualmente me encontro não exija contacto directo com o cliente - na prática, na hora de fazer comprar, todos nós sabemos quais os iogurtes que mais gostamos - a verdade é que ainda não me deparei com as ditas situações típicas, chatas e marcantes do trabalho em contacto com o cliente. Por outro lado, embora integrado num grupo de renome e importância nacional, a verdade é que o supermercado onde trabalho é pequeno e localizado numa vila pacata onde quase todos se conhecem.

 

No entanto, o que me levou a escrever este post não é sobre o trabalho em si mas sobre uma opinião, no mínimo, caricata com que fui confrontada um destes dias.

oiko3.jpg

Portanto, numa manhã, reponha eu aqueles iogurtes gregos da iokos, entretida nos meus pensamentos de reposição, quando uma senhora me questiona...

 

- Menina, bom dia! Olhe não há daqueles iogurtes gregos da marca X? (a marca X é, neste caso, a marca branca do hipermercado)

- Bom dia! Lamento, mas não chegou nada desses iogurtes que a senhora queria. Quiçá esta semana cheguem mais. 

- Oh que chatice e eu queria tanto desses e vocês nunca os têm.

- Pois. Mas, embora não seja a mesma coisa, pode levar destes, da oikos, que até estão em promoção...

- Hum! Menina, olhe, vou mesmo levar uns destes de morango e outro de amora. Sabe, é que se não levar iogurtes assim destes, de fruta, os meus filhos não comem fruta nenhuma... é a única forma de comerem fruta!

- Ah, compreendo!

 

Desconfio que, por vezes, o meu cérebro paralisa com os frios dos expositores de iogurtes e câmaras frigorificas dos ditos... aquilo não fazia qualquer sentido e, no entanto, limitei-me a concordar e a pensar em forma original de comer fruta. Enfim... as coisas que se aprenderem como repositora!

Semana dezoito em fotografias.


M*

08.05.16

 Semana Dezoito

semana dezoito.jpg

122 | No dia da Mãe (e do trabalhador) viemos ver a avó... com direito à típica fotografia.

123 | "Quiero hacer contigo lo que la Primavera hace con los cerezos" Pablo Neruda

124 | Companhia. "Há sempre um livro para cada pessoa e uma pessoa para cada livro".

125 | O tempo a mudar...

126 | A chuva regressou.

127 | A felicidade é isto.

128 | A chuva pintou o chão cinzento em tons de rosa.

 

---

 

O projecto 366 dias do meu ano em fotografias pode ser acompanhado no facebook e instagram do blogue e consiste, como o nome indica, em publicar uma fotografia do meu dia-a-dia. 

18/52S | Sinto saudades…


M*

08.05.16

imagem do desafio 52s .jpg

 

| Vida Académica |

A minha história universitária, apesar dos seus altos e baixos, deixou saudades. É a saudade, li algures por aí, prova de que valeu a pena. Recordações de uma cidade que nunca será a mesma, amigos que tardam em reencontra-se, festas que aguardam chegadas... a vida académica marca pela nostalgia do que vivi e do que gostaria de ter vivido. 

 

| Avó |

O meu avó morreu quando eu tinha uns doze ou treze anos. Nunca tive muito contacto com ele mas, apesar de tudo, os momentos curtos que vivemos juntos ficaram marcados no coração. Sinto saudades dos abraços, das histórias que me contava e das brincadeiras que guardo no mais profundo de mim... deixou-me cedo demais.

 

| Venezuela |

É o meu país natal e é de lá que guardo as melhores memórias de infância. Presentemente, a situação política e social não é favorável, na verdade, é assustadora mas, para mim, há lembranças que o tempo nem as crises apagam... sinto saudades das músicas, das pessoas alegres, dos cheiros e dos locais onde fui feliz. Por vezes, confesso, dou por mim a imaginar o meu dia-a-dia se os meus pais tivessem permanecido por lá: quem seria eu?

 

| Não ter preocupações |

Ou, na verdade, a preocupação maior era saber como iria organizar o quarto para brincar às bonecas... A vida de adulto, com todas as suas responsabilidades, é tramada e eu sinto-me perdida quando sou confrontada com decisões que podem mexer o meu futuro. 

 

| Namorar |

Sinto, confesso, saudades de namorar... abraçar, beijar, acarinhar. Um namorar simples, recheado de gestos simples, que nascem do nada e chegam do fundo da alma. Não, desenganem-se quem pensa que sinto saudades de um ex-namorado... do que eu realmente sinto falta é do bom que é um namoro ingénuo dos primeiros tempos.

Semanas onze a dezassete em fotografias.


M*

08.05.16

Semana Onze 

semana onze.jpg 

73 | A lua, de um final de dia, espreita por entre os galhos de uma árvore despida.  

74 | Por aldeias de Portugal...

75 | Flores de cores fortes.

76 | Os mais recentes elementos da minha estante. O primeiro chegou ontem e foi adquirido em segunda mão, já os quatro últimos foram comprados no âmbito de uma campanha promocional da editora Saída de Emergência.

77 | Mar de Março.

78 | Sou uma apaixonada por brincos... e estou completamente louca de amor por estes.

79 | Os primeiros sinais de Primavera.

 

Semana Doze

semana doze.jpg

80 | Um bolo na caneca.

81 | O mar das 6h30m.

82 | Uma quarta-feira cinzenta.

83 | Uma frase... O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafón.

84 | Gelado!!!

85 | Um final de tarde primaveril.

86 | Domingo de Páscoa com amêndoas.

 

Semana Treze

semana treze.jpg

87 | A beleza da Primavera.  

88 | Adorooooo.

89 | Rebuçados de nata.

90 | Gelado caseiro de Oreo.

91 | A releitura dos reencontros. Li este livro, pela primeira vez, em 2014. Reencontra-me com Martín, Fermín e Daniel em 2016.

92 | Ler em língua espanhola.

93 | Rendi-me a esta série... Versailles, para acompanhar na RTP1.

 

Semana Catorze 

semana catorze.jpg

94 | Hora do café.

95 | Pão torrado com manteiga ou manteiga com pão torrado? O lanche.

96 | Novo romance histórico, nova leitura.

97 | O tempo a mudar.  

98 | Novas aquisições... e, definitivamente, comprometo-me a não comprar mais livros nos próximos meses. 40+ em lista de espera.

99 | Matar o desejo e a saudade de um mcflurry m&m's. Iniciar uma nova viagem literária.

100 | A estante da vergonha... ou, na verdade, os livros em espera para leitura.

 

Semana Quinze 

semana quinze.jpg

101 | Dias de Primavera. Dias cinzentos. Dias de chuva.

102 | Reaproveitar, reutilizar, decorar. Hoje é dia de trabalhos manuais.

103 | Hora do lanche.

104 | Sonhos pintados de azul. Um dia mais de trabalhos manuais.

105 | No dia mundial do café... um café e um livro.

106 | Primavera em tons de cinzento.

107 | Um dia mais de chuva.

 

Semana Dezasseis 

semana dezasseis.jpg

108 | Recordar Hospital Central. Uma das minhas séries favoritas de sempre. É maravilhoso saber que o canal disponibilizou as temporadas completas.

109 | Um dia faz sol; no outro chove.  

110 | Companhia literária.

111 | Um dia de sol e a beleza da simplicidade.

112 | Não resisti a uma nova aquisição literária... pelo título e sinopse. (e, claro, por influência da bloguer StoneArt)

113 | Momento gelado. 

114 | A Sombra do Vento... Ou a sombra de mim.

 

Semana Dezassete

semana dezassete.jpg

115 | Café e nata para o lanche.

116 | Não apreciei (nada, mesmo nada) está edição limitada da Oreo.

117 | Calma. 

118 | Gato ao sol... e com ar de poucos amigos.

119 | Folhas brancas... ou hora de estudar?

120 | "quem ouve desde menino aprende a acreditar que o vento sopra o destino pelos caminhos do mar" Dorival Caymmi, Caminhos do Mar

121 | Quatro mais para a longa lista de livros por ler.

 

---

 

O projecto 366 dias do meu ano em fotografias pode ser acompanhado no facebook e instagram do blogue e consiste, como o nome indica, em publicar uma fotografia do meu dia-a-dia. 

Desafio Cinquenta e Duas Semanas, 15/52, 16/52 e 17/52.


M*

07.05.16

O desafio das cinquenta e duas semanas consiste em responder a cinquenta e duas questões, uma por cada semana, correspondendo ao número de semanas de 2006. Habitualmente, a minha questão e respectivo top cinco de respostas é publicado às quartas-feiras, pelas 8h, mas porque ainda não encontrei o meu ponto de equilíbrio entre a escrita e o trabalho, tenho-me desleixado. Deveria, presentemente, publicar as minhas escolhas para a semana dezoito mas, retomando o fio à meada, falemos das questões e respostas das semanas entre catorze e dezoito e que ficaram à espera...

 

imagem do desafio 52s .jpg

 

15/52 | O que há de pior no mundo virtual?

 

| Fotografias |

O mal não reside na fotografia em si mas, na verdade, no seu conteúdo. O pior no mundo virtual, nomeadamente nas redes sociais, é a quantidade de fotografias que papás e mamãs - mas não só - colocam dos seus filhotes em situações diversas. Não há mal nenhum em tirar quinhentas fotografias dos pequenotes enquanto comem ou fazem os trabalhos de casa mas não vejo necessidade de as expor no facebook. Compreendo que papá e mamã sintam alegria e procurem partilhar com os outros, família e amigos, os pequenos passos dos seus filhos. No entanto, para mim, são descabidas e desnecessárias imagens que dos meninos e meninas... algum dos papás e mamãs perguntou ao pequenote se quer mesmo ser exposto daquela forma? E, caso tenha concordado, explicaram-lhe as possíveis consequências num futuro? Expor as crianças sem pensar no amanhã é um risco tremendo. Não sou mãe mas se o fosse, acreditem, não exponha os meus filhos ou deixaria expor tão absurdamente como vejo tantos papás e mamãs fazerem...

 

| Pedófila |

No seguimento da questão das fotografias... algum pai ou mãe já imaginou que ao colocar uma fotografia do filho no primeiro dia de aulas à porta da escola o pode colocar em risco? A pedofilia existe, é real e não se limita à televisão... por vezes mora na porta do lado. Por isso, quando expomos a fotografia da nossa filha no penico, porque até está a fazer uma cara cómica, será que não corremos alguma espécie de risco com aquele vizinho simpático, bem-parecido e pedófilo... ou um amigo de longa data? Não. Não é um exagero imaginar que a imagem do nosso filho pode servir para bem mais do que demonstrar alegria e inocência. A maldade não acontece só com os demais.

 

| Cyberbullying |

Bullying é maltratar, humilhar, agredir, insultar e perseguir física e psicologicamente uma pessoa. Todos conhecemos o que é, assim como alguém que viveu a crueldade dos outros. O cyberbullying, embora menos divulgado, é bullying virtual: ou seja, uma nova forma destruir alguém via internet. Os casos de cyberbullying não são, ainda, notórios mas eu conheço quem já tenha sentido na pele o seu significado. Refugiando-se numa tela de computador, nasce uma conta falsa sobre alguém que desejamos humilhar e agredir psicologicamente, adicionando todos os amigos e não amigos, aproveitando para expor todos e quaisquer fotografias desagradáveis da pessoa em causa, bem como divulgar calúnias e insultos. O cyberbulling pode não ser conhecido, todavia é real e tende a crescer numa sociedade cada vez mais ligada às tecnologias...

 

| Spam |

Odeio spam. Entopem-me a caixa de correio com mil mensagens distintas e mil coisas diferentes. 

 

| Fraudes |

As fraudes nas compras virtuais ou os emails spams dos bancos. 

 

16/52S | Isso, para mim, não é diversão...

 

| Bebedeiras |

Não sou santa e, confesso, já apanhei por duas vezes a típica bebedeira. Porém, para mim não é diversão quando as ditas se tornam constantes e frequentes... quando, numa nova saída nocturna, a mesma pessoa decide abusar do álcool. 

 

| Desportos Radicais |

Sou medricas. Não gosto de desportos radicais. Diversão e desportos radicais, para mim, não combinam. 

 

| Cozinhar |

Não sei e não gosto de cozinhar. Nunca compreendi como alguém considera divertido passar horas numa cozinha entre esperas e novas mexidas à comida. É uma obrigação, não uma diversão. E, a propósito, detesto esperar... 

 

| Alturas |

Vertigens, sofro disto. Não suporto estar em sítios demasiado altos e não suporto quando os demais acham graça a brincar com este meu medo. 

 

| Compras |

Sou uma rapariga atípica. Não gosto de fazer compras e quando estou demasiado tempo dentro da mesma loja começo a ficar irritada. Não gosto de perder horas e horas em lojas de roupa, experimentar mil peças de roupa, ouvir a música aos berros das lojas e atmosfera quente das mesmas. Diversão, para mim, não é ir às compras. 

 

 17/52S | Personagens cuja vida eu gostaria de viver por um dia (filmes, livros, séries, etc.)...

 

| Melinda Gordan, Em Contacto/Ghost Whisperer |

 

 

 

| Daenerys Targaryen, A Guerra dos Tronos/Game of Thrones |

 

 

| Hermione Ganger, Harry Potter |

 

 

| Jane, Jane Eyre de Charlotte Brontë | 

 

9789722635882.jpg

 

| Lou, Viver Depois de Ti de Jojo Moyes |

 

ViverSemTi.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D