Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 29 anos*

A Sombra do Vento de Carlos Ruiz Zafón.


M*

25.02.16

a-sombra-do-vento.jpg

 Há livros que nos marcam profunda e inesquecivelmente. Livros mágicos capazes de nos agarrar, como se nos roubassem um pouco de nós para, logo a seguir, a cada novo folhear de página, nos devolver a esperança de um amanhã distinto. Tratam-se, na verdade, de livros feiticeiros que nos levam a descobrir a cada personagem, história e sentimento, um pouco de nós, marcando-nos irremediavelmente. A Sombra do Vento é um desses livros, mágico e poderoso, uma narrativa que nos leva a mergulhar no feitiço dos livros, amor, solidão e amizade.

 

O meu primeiro contacto com Carlos Ruiz Zafón deu-se em dois mil e treze... um feliz acidente. Comprei a versão de bolso d' A Sombra do Vento num hipermercado meramente pelo título cativante. Inicialmente, confesso-o, não me cativou. Às primeiras cem a cento e cinquenta páginas, A Sombra do Vento parecia-me um livro de acção lenta e aborrecido. Mas, porque se trata de um livro recheado de magia, a verdade é que a história acabou por me apaixonar e ansiar por ler mais e mais. Não foi paixão às primeiras páginas mas e no entanto, graças à escrita misteriosa e envolvente de Zafón, tornou-se num dos meus livros favoritos da vida.

 

A Sombra do Vento de Carlos Ruiz Zafón conta-nos a história de um livro maldito e do seu autor, através do jovem protagonista Daniel Sempere, na mágica cidade de Barcelona. O Cemitério dos Livros Esquecidos encerra, nas suas paredes e prateleiras, milhares de personagens, histórias e livros. Uma noite, Daniel é conduzido pelo pai, pelas ruas escuras e solitárias da cidade ao Cemitério dos Livros Esquecidos para que nele eleja o livro que o acompanhará pela vida. Daniel, através do livro poderoso que o elegeu, iniciará uma viagem marcante com paragem obrigatória no amor, amizade, solidão e coragem. 

 

Daniel, Fermín, Julían, Bea, Penelópe e companhia roubaram-me lágrimas de saudades. Soube-me indescritivelmente bem reler este livro. Reencontrei personagens. Reencontrei a magia de um livro que tanto me significa. Um livro que me devolveu a ânsia pela leitura, o gosto apagado pelos livros, o desejo de ler mais e mais. Um livro que me diz tanto... e quero tanto, culpa desta releitura, reencontrar-me com o David e amigos de O Jogo do Anjo. 

 

(...) poucas coisas marcam tanto um leitor como o primeiro livro que realmente abre caminho até ao seu coração.

 

A Sombra do Vento de Carlos Ruiz Zafón é uma leitura, pelo significado da história e poder do livro, mais do que recomenda para os fãs de livros... é uma leitura obrigatória. É um dos meus livros favoritos de sempre... da vida. Nele identificamos mil e um sentimentos... uma história inesquecível sobre o coração e o feitiço dos livros.

 

- Acho que nada acontece por acaso, sabes? Que, no fundo, as coisas têm o seu plano secreto, embora nós não o entendamos. (...) Tudo faz parte de qualquer coisa que não conseguimos perceber, mas que nos possui.

 

A primeira releitura de dois mil e dezasseis foi uma leitura conjunta minha, Nathy e JustSmile

 

___

 

 

Título Original: La Sombra del Viento, 2004

Autor: Carlos Ruiz Zafón, Espanha

Tradução: J. Teixeira de Aguilar

ISBN: 9789896600815

Páginas: 527, edição de bolso

Editora: BIS Leya, 2011

Sinopse:

Numa manhã de 1945 um rapaz é conduzido pelo pai a um lugar misterioso, oculto no coração da cidade velha: o Cemitério dos Livros Esquecidos. Aí, Daniel Sempere encontra um livro maldito que muda o rumo da sua vida e o arrasta para um labirinto de intrigas e segredos enterrados na alma obscura de Barcelona.
Juntando as técnicas do relato de intriga e suspense, o romance histórico e a comédia de costumes, "A Sombra do Vento" é sobretudo uma trágica história de amor cujo o eco se projecta através do tempo. Com uma grande força narrativa, o autor entrelaça tramas e enigmas ao modo de bonecas russas num inesquecível relato sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros, numa intriga que se mantém até à última página.

A Sombra do Vento é um mistério literário passado na Barcelona da primeira metade do século XX, desde os últimos esplendores do Modernismo até às trevas do pós-guerra. Um inesquecível relato sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros num crescendo de suspense, que se mantém até à última página.

Uma Paixão Chamada Livros, 18/40.


M*

24.02.16

Dia Dezoito

 

imagem desafio livros.jpg

 

Livro do qual nunca te irás separar...

 

Há livros cuja escrita, história ou personagens nos marcam irremediavelmente. Livros que despertam sentimentos mil em quem os lê e, por isso, se tornam livros inesquecíveis... e dos quais dificilmente nos separaremos. Seleccionei oito livros que, para além de serem aqueles livros da minha vida, porque me marcaram ou neles me identifiquei, impossivelmente me separarei...

 

a-sombra-do-vento_Fotor_Collage.jpg

 

 

O Principezinho de Antoine de Saint-Exupéry porque todos sabem o quão marcante este livro pode ser. 

 

Os três actuais livros de Khaled Hosseini - Mil Sóis ResplandecentesO Menino de Cabul e E As Montanhas Ecoaram - porque, se por um lado, são histórias fortes e marcantes de uma cultura diferente, as personagens testemunham a esperança, em narrativas inspiradoras de coragem, amor e amizade. Khaled Hosseini não se explica... só quem lê compreende o valor dos seus livros. Livros carregados de esperança.

 

A Sombra do Vento O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafón porque, para mim, foram livros que me devolveram a ansia da leitura, mergulhando numa escrita intensa, misteriosa e cativante. 

 

Jane Eyre porque se tornou no meu livro clássico romântico preferido... adorei a escrita, as personagens, o romance nascido das poderosas mãos de Charlotte Brontë.

 

Jojo Moyes com Viver Depois de Ti porque se trata de um livro intenso sobre o valor da vida. Obriga-nos a questionar o significado dos nossos dias e o que dela desejamos... é impossível não nos colocarmos na pele de Will e Lou, experimentando os mil sentimentos, medos e sonhos que carregam. 

 

___

 

O desafio Uma Paixão Chamada Livros consiste em responder a quarenta questões sobre, tal como o título indica, livros. O desafio começa no dia 1 de Fevereiro, decorrerá nos dias úteis, sendo publicado às 15 horas. 

 

O amor pelos livros e pela leitura é partilhado nos blogues Magda PaisNathyJust SmileThe Daily MiacisMulaMiss FMarcianoAlexandraJPDrama QueenFatia MorCMAna RitaMJTeaCarla B.Neurótika WebbNoqeCaracolMorena e As Minhas Quixotadas onde podem consultar as suas escolhas literárias. 

8/52S | Os melhores filmes infantis que já assisti foram...


M*

24.02.16

imagem do desafio 52s .jpg

 

Semana oito.

 

Os melhores filmes infantis que já assisti foram... eu adorava - e fiz um esforço tremendo para responder a esta questão, mas... - lembrar dos filmes infantis que assisti em menina e relembrar-me de quais foram os meus preferidos. Porém, a verdade é que, não tenho uma memória viva de ter assistido a muitos filmes e os que irei responder são os poucos que me recordo realmente de ter assistido. Provavelmente, na época, não os considerei os meus favoritos. Não tive acesso, em menina, a vídeos VHS e grande parte da minha infância, tanto em Portugal como na Venezuela, foram passadas na rua... dificilmente, a mim e ao meu irmão, nos apanhavam em casa ou agarrados a uma televisão. A minha infância foi passada a esfolar os joelhos, a jogar à macaca, escondida, a tocar às campainhas dos vizinhos e fugir e tantas outras brincadeiras de criança...

 

| A Bela e O Monstro |

bela_site_banner.jpg

 

| O Rei Leão |

Rey-Leon-cumple-anos_TINIMA20140615_0432_5.jpg

 

| Los Picapiedras |

1.jpg

 

 | Sozinho Em Casa |

Sozinho em Casa Filme.jpg

 

| Austin Powers | 

Austin-Powers-International-Man-of-Mystery-movie-p

Uma Paixão Chamada Livros, 17/40.


M*

23.02.16

Dia Dezassete

 

imagem desafio livros.jpg

 

Livro mais caro da tua estante...

 

Não recordo qual foi o livro mais caro que comprei e que mantenho na minha estante mas, seguramente, os livros académicos não ficam excluídos das listagem. Recordo-me particularmente deste livro,

 

IMG_0008.jpg

 

cujo valor estimo de uns vinte euros. 

 

Outro livro que recordo ter-me sido caro, embora em promoção, mais de quinze euros, foi o romance bibliográfico da rainha portuguesa,

 

9789896263690.jpg

 

diga-se, aliás, que os livros desta senhora, embora excelentes, são bastante caros.

 

Confesso que, no entanto, desde que descobri os grupos no facebook e o olx para vendas de livros usados, à aproximadamente um ano, evito gastar mais de 10€ por livro. A verdade é que os livros em Portugal são extremamente caros - e para mim são um absurdo incompreensível - e, infelizmente, o meu salário é demasiado baixo para sustentar este vício e adquirir livros em primeira mão.  

 

___

 

O desafio Uma Paixão Chamada Livros consiste em responder a quarenta questões sobre, tal como o título indica, livros. O desafio começa no dia 1 de Fevereiro, decorrerá nos dias úteis, sendo publicado às 15 horas. 

 

O amor pelos livros e pela leitura é partilhado nos blogues Magda PaisNathyJust SmileThe Daily MiacisMulaMiss FMarcianoAlexandraJPDrama QueenFatia MorCMAna RitaMJTeaCarla B.Neurótika WebbNoqeCaracolMorena e As Minhas Quixotadas onde podem consultar as suas escolhas literárias. 

Uma Paixão Chamada Livros, 16/40.


M*

22.02.16

Dia Dezasseis

 

imagem desafio livros.jpg

 Livro que marcou a infância...

 

Os livros não fizeram parte da minha infância. O acesso a livros era-me limitado: os poucos que li foram emprestados ou perderam-se aquando das mudanças de país e cidade. Por outro lado, recordo-me de ter poucos livros na minha infância. Os meus pais, porque também a eles não lhes foi dado a conhecer, nunca me incutiram o vício dos livros.

 

Recordo-me, no entanto, dos primeiros livros que a minha mãe me ofereceu - a mim e ao meu irmão - quando nos mudamos para a vila onde crescemos e ainda hoje vivo. Li-os diversas vezes porque, no fundo, eram os únicos livros que tinha. Duas caixinhas com cinco deliciosas histórias dos irmãos Grimm e Hans Cristian Andersen, semelhantes à imagem roubada da internet. Livros que marcaram a minha infância. Infelizmente, apenas cinco dos livros sobreviveram e residem na minha estante: o meu irmão e a minha irmã mais nova nunca tiveram qualquer cuidado com este pequenos.

 

18508253_154Uz.jpg

 

Igualmente da minha infância, consegui convencer a minha mãe a comprar-me alguns destes livros,

18508115_69RAS.jpg

Eu adorava a saga Detective Maravilhas... as aventuras do Rui e companhia eram simplesmente fantásticas. Por eles, confesso, roubei moedas à carteira da minha mãe para comprar livros que ela negava a comprar-me.

 

A saga Harry Potter ou O Principezinho li-os em adolescente. Pensei em incluir mas, no fundo, estes foram os livros que me marcaram realmente a infância.  

 

___

 

O desafio Uma Paixão Chamada Livros consiste em responder a quarenta questões sobre, tal como o título indica, livros. O desafio começa no dia 1 de Fevereiro, decorrerá nos dias úteis, sendo publicado às 15 horas. 

 

O amor pelos livros e pela leitura é partilhado nos blogues Magda PaisNathyJust SmileThe Daily MiacisMulaMiss FMarcianoAlexandraJPDrama QueenFatia MorCMAna RitaMJTeaCarla B.Neurótika WebbNoqeCaracolMorena e As Minhas Quixotadas onde podem consultar as suas escolhas literárias. 

Mais sobre mim

foto do autor

Mensagens

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D