Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Um Mar de Pensamentos

Um mar de leituras. Um mar de sonhos. Um mar de conquistas, lutas e fracassos. Um mar de mil pensamentos. O diário de Maria, 28 anos*

Um Mar de Pensamentos

A noite de Halloween,

... para mim, vai ser assim:

chuva, sofá, manta, chá e...

,NCKASDNCL.jpeg

Ainda não me decidi entre ler Zafón ou optar por um filme ou novela. 

 

* (não deixa de ser um bocadinho triste, aos 26 anos, não ter outras alternativas para uma noite de sexta-feira... serei a única?)

Um pouco mais de mim...

A minha querida e simpática Magda propôs-me responder às questões Liebster Award que eu lancei às desafiadas. Portanto e com as respectivas alterações - visto que eu já respondi a algumas, eis um pouco mais de mim...

6e9cba81jw1dnr27saolrj.jpg

Como me defino? Três características marcantes e três aspectos negativos da minha personalidade...

Defino-me como uma menina em corpo de mulher, extremamente sonhadora e romântica, sonho com o príncipe encantado sabendo que na realidade ele poderá nem existir. Considero-me sincera e amiga do seu amigo. Mas, sou também uma menina refilona e respondona, incapaz de aceitar tudo calada. Quando estou de mau humor, admito, é melhor não me dirigirem a palavra. E, admito, um bocadinho mimada... mas, shiuuu, é segredo!

 

A minha viagem de sonho seria...

Conhecer o meu desconhecido país de nascimento. Reaprender a língua, descobrir a cultura, conhecer as suas paisagens, gentes e músicas. Outra viagem de sonho: viajar de comboio por Portugal e pela Europa. Adoro viajar de comboio e conhecer e descobrir Portugal e o resto da Europa nestas máquinas seria, sei lá... inexplicável! 

 

Qual o filme, livro ou série que me define?

Filme: A Bela e o Monstro - embora seja um filme infantil, mostra que o amor é possível, independentemente do aspecto exterior e que este aspecto varia aos olhos de quem vê;

Livro: é difícil escolher um livro que me defina porque, a verdade é que, ainda não encontrei nenhum com o qual me identifique desde a primeira à última página. Poderia indicar um livro infantil - O Patinho Feio - mas seria injusto não nomear uma personagem com que a qual me identifiquei muito: Kamryn Matika do livro A Filha da Minha Melhor Amiga, pela relação amor-ódio sobre o seu corpo retratada no livro. Foi uma personagem que, em muitas passagens, parecia saber como me sentia, que me fez rir e sonhar.

Série: confesso que não sou muito dada a séries. Mas, tendo que eleger uma, provavelmente A Guerra dos Tronos porque, até hoje, foi a única que me agarrou desde o princípio ao fim.

 

Nome que daria a um filho e/ou filha...

Menino: sem pensar duas vezes, Guilherme. Adoro o nome e não vale a pena questionar-me os motivos (e não, não tive nenhuma paixão por um Guilherme, nem o meu ex tinha esse nome). Mas e caso venha a ter mais do que um rapaz: Gabriel, Santiago, Mateus, Rodrigo, Miguel, Bernardo, Salvador.

Menina: confesso que, no caso de ser menina, é mais difícil e tenho mais dificuldades em fixar apenas um: Diana, Inês, Gabriela, Letícia, Matilde, Madalena, Laura, Íris, Iara...  

 

Não saio de casa sem...

O que não pode faltar nunca, nunquinha, é o telemóvel. Também não pode faltar um livro, os óculos de sol, as gotas para os olhos e, logicamente, as chaves de casa e o dinheiro.

 

A peça de vestuário que mais se identifica comigo é...

Vestidos. É, sem dúvida, a peça de roupa que mais se identifica comigo. Adoro-os. Leves, elegantes e usam-se com qualquer coisa.

 

Um post de outro blog com que me identifico...

Indentifico-me muito com este texto da Marina RicardoA Falta

Porém, tenho mais três que gostaria de partilhas connvosco,

Vida de Casal

Tu Não És Especial

Carta de um pai para a sua filha

Pouco importa a origem dos textos. O que importa são os sentimentos que me transmitem, com os quais me identifico e que, certamente, também se identificaram. 

 

A disciplina que mais gostei ao longo do meu percurso escolar foi...

História. Quando era menina tinha como sonho conhecer a história de todos os países do mundo. Chamem-me louca mas este era um dos meus muitos sonhos. Não me perguntem os motivos. O passado sempre me fascinou. Os reis e as rainhas, as guerras, os modos de pensar e vestir... É uma daquelas coisas que nasce connosco e não há forma de explicar.  

 

Qual a minha personagem ou época histórica preferida? Porque?

Personagem: muitas! Acreditem que, para época, tenho uma personagem que se destaca. Mas, selecciono três:

                         D. Afonso Henriques, pelo que representa para Portugal;

                         Abraham Lincoln, por impulsionar a o fim da escravatura nos EUA e, porque adorei o filme baseado na sua vida;

                         Princesa Diana, por ser quem era e, ainda assim, lutar por quem mais necessitava. 

Época: as conquistas, expansões e descobrimentos. 

Mais um partido...

Depois de Marinho Pinto, chegou a vez de José Cid avançar com a formação de um novo partido político. É isso ou na busca de vender, a revista optou por um título sensionalista e, na verdade, o senhor só oferce o rosto...

Captura de ecrã 2014-10-30, às 09.58.00.png

 

(in Revista Vip)

 

Seja como for, num país tão pequeno, em que milhares não ligam patavinada de nada a política, outros milhares encontram-se num estado de desacreditação e apenas meia dúzia reconhece e acompanha a política portuguesa, mais um partido não será demais? Quantos é que são neste momento... Vinte? Quinze? Vinte e cinco?

Como sou daquelas que ora saltita entre a desacreditação e o tentar acompanhar, não me vou pronunciar. Mas e segundo a informaçõa disponibilizada pelo Tribunal Constitucional, com quase vinte partidos políticos num país pequeno como o nosso, não sei, mas parece-me um bocadinho demais. Afinal de contas, fazemos sempre as mesmas asneiras: ou votar nos mesmos, ou não votar ou votar nulo...

Sapinho Sapinho,

Estas mudanças na versão smartphone não andam a funcionar muito bem... Ora não é que, ao tentar corrigir um erro no post anterior, o mandei para os rascunho e não sei muito bem como o fiz? E, com ele, os comentários que, espero, não tenham desaparecido. Como, na versão smartphone não me é possível aceder aos rascunhos, só depois das 21 horas é que poderei repor o post perdido. Aí amigo Sapinho que me andas a falhar...

Pág. 1/8